Mission Brasil capta R$ 6,8 milhões para crescer no B2B

Empresa recebeu aporte da DOMO Invest e da Headline Brasil

avatar

Feito por:

Thiago de Souza

21/09/2023

Empresa quer fortalecer presença no mercado /Foto: Getty Images
Empresa quer fortalecer presença no mercado /Foto: Getty Images
https://upload-prod-estoa.s3.amazonaws.com/1695303752098_Mission Brasil capta RS 6,8 milhões para crescer no B2B.mp3.audio/mpeg

Criada com a missão de distribuir renda de forma democrática e sustentável para seus usuários, a startup Mission Brasil acaba de receber um aporte de R$ 6,8 milhões. O investimento foi realizado pela DOMO Invest e a Headline Brasil para que a empresa expanda sua presença no mercado B2B fortalecendo sua plataforma de intermediação de profissionais sob demanda em todo o território nacional.

Desde sua fundação, em 2016, a companhia realizou projetos com grandes empresas como GPA, Ambev, Boehringer Ingelheim, Grupo JBS, Pearson, FGV, Ticket Edenred, Porto Seguro, Unilever e Nissan, atendendo às necessidades das empresas ao conectá-las a usuários dispostos a realizar serviços específicos sob demanda com qualidade, economia e agilidade. O negócio possui mais de 440 mil usuários cadastrados, que têm a oportunidade de ganhar uma renda extra atuando como repositores, shoppers e realizando ações de pesquisas de mercado, trade marketing, coleta de dados, credenciamento, logística, jurídico, entre outros.

“Na pandemia, ficou provado que as formas e relações de trabalho entre pessoas e empresas poderiam ser diferentes daquilo que todos estavam acostumados no mercado tradicional. Foi quando crescemos de maneira exponencial, saltando de 40 mil usuários para mais de 400 mil em apenas 18 meses”, afirma Thales Zanussi, CEO do Mission Brasil. Como próximos passos, a startup espera triplicar o faturamento mensal, chegando a uma base anual de R$ 18 milhões, além de desenvolver produtos inéditos e investir em missões gamificadas para o mercado.

A captação com a DOMO Invest e a Headline chega justamente para consolidar esses planos. “Até o momento, o crescimento da Mission Brasil foi feito apenas com ações inbound, ou seja, de clientes que chegavam ao nosso site. Não havia um time ativo indo atrás de novos clientes. Agora, vamos direcionar cerca de 60% do aporte para marketing, vendas e comercial para posicionar a marca e buscar novos clientes”, explica o empreendedor. Segundo Thales, a empresa já é lucrativa há mais de 1 ano, o que deixou o cenário atraente para os fundos de investimento.

Romero Rodrigues, Thales Zanussi e Rodrigo Borges, sócios do Mission Brasil /Foto: Divulgação - Mission Brasil

Foco em crescimento

Rodrigo Borges, fundador e managing partner da DOMO, conta que a ideia com o aporte é contribuir para o crescimento da Mission Brasil em um mercado ainda emergente. “O crescimento exponencial da startup prova como o staff on demand tem uma longa jornada promissora pela frente, da qual queremos fazer parte”.

Romero Rodrigues, head de venture capital na XP e managing partner do Headline, ressalta que o trabalho sob demanda movimenta dezenas de bilhões de reais todo ano. “É fundamental que os fundos assessorem negócios dessa categoria e ajudem no grande desafio de democratizar a renda no país, que vem sendo cumprido com seriedade e qualidade pelo Mission Brasil”, pontua.

O Mission Brasil projeta aumentar o número de usuários dos seus serviços em quase cinco vezes, passando de 440 mil para 2 milhões no intervalo de um ano. Para sustentar o crescimento, a companhia irá dobrar o tamanho da equipe ainda em 2023, e inaugurar um novo escritório na região da Berrini, na capital paulista.

“O recente aporte permitirá que a startup mantenha o ritmo de crescimento e consiga de fato ser relevante no mercado brasileiro. Conseguindo posicionar todas as nossas peças de xadrez nos próximos meses, vamos estruturar os planos para a expansão internacional, que será impulsionada por uma nova captação – uma série A – no futuro”, afirma Thales. O executivo diz estar olhando “com muito carinho” para países da América Latina, África e sul da Ásia, embora não descarte os grandes polos na Europa e nos Estados Unidos.

*Com informações do portal Startups.

estoa-logo
facebook
twitter
telegram
youtube
linkedin
tiktok
    Institucional
  • Login/Inscreva-se
  • Termos de Uso
  • Politica de Privacidade
  • Compliance
  • Vagas
  • Contato
    • Conteúdos
  • Colunas
  • Artigos
  • Ebooks
  • Relatórios
  • Carteiras Recomendadas
  • Cursos
    • Ferramentas
  • Calendário Econômico
  • Estoa QI
  • Painel de Notícias
  • Minha Carteira
  • Ações
    • Notícias
      Produtos
  • Research
  • © 2022 Estoa Research Publicações Ltda. · CNPJ 11.431.155/0001-07