Amazon planeja maior demissão de sua história para cortar gastos

Com a medida, a empresa busca desligar mais de 18 mil funcionários. Um dos objetivos é a redução de custos.

Ao todo, a companhia multinacional emprega 1,5 milhão de pessoas em diversos países.

A empresa, no entanto, não informou em quais países as demissões iriam acontecer.

Demissões

A Amazon confirmou, no entanto, que os desligamentos vão atingir a Europa.

Eles devem ocorrer, principalmente, em suas lojas físicas, como Amazon Fresh and Go e em seu departamento de RH. 

CEO se pronuncia

O CEO da empresa, Andy Jassy, destacou  o período de "incerteza na economia".

Os funcionários devem ser comunicados no próximo dia 18 de janeiro.