Volta Trucks e Siemens anunciam projeto para lançar caminhões elétricos

As empresas buscarão soluções prontas para a transição energética de frotas, no caminho para o transporte de emissão zero

Publicidade

Publicidade

Foi anunciado na última quinta-feira (13), uma parceria entre as empresas Siemens Smart Infrastructure (infraestrutura inteligente da Siemens), e a Volta Trucks, uma empresa de serviços e fabricante de caminhões elétricos sueca, a fim de lançarem soluções prontas para a transição energética de frotas, no caminho para o transporte urbano de emissão zero. O evento aconteceu em Berlim, na Alemanha.

A Volta Trucks, empresa apelidada de “Tesla dos caminhões”, possui sedes em Estocolmo, Suécia, Londres e Reino Unido, com operações significativas em ambos os países, bem como na França e na Áustria. 

Publicidade

Ela promete entregar em seus veículos: sustentabilidade, segurança e eficiência no transporte de diferentes cargas. 


Publicidade

O projeto está sendo anunciado pela fabricante como “o primeiro veículo comercial totalmente elétrico de 16 toneladas do mundo”.

Publicidade

“O problema ambiental existe agora e precisa de uma solução imediata. Precisamos migrar para um mercado carbono zero e reconstruir toda a infraestrutura que foi construída em torno do combustível fóssil”, afirmou Carl-Magnus Norden, fundador da Volta Trucks. “Sabemos para onde queremos ir, mas precisamos acelerar”, completou.

O funcionamento da parceria

Thomas Kiessling, diretor de tecnologia da Siemens Smart Infrastructure, afirmou durante o evento que “Por meio de nossa parceria com a Volta Trucks, pretendemos co-criar soluções de Transporte como Serviço (transportation as a service)”.

Publicidade

Publicidade

Enquanto a Volta Trucks fabrica e distribui os veículos, a Siemens fornecerá tecnologia para desenvolvimento de modelos personalizados, de acordo com as necessidades de cada cliente.

Além de anunciaram que buscarão, em conjunto, fornecer soluções prontas para a transição energética de frotas, no caminho para o transporte urbano de emissão zero.

Publicidade

Imagem ilustrativa/Foto: Reprodução

Detalhes sobre o Volta Zero 

O funcionamento dos caminhões será bem parecido com o dos carros elétricos, com a diferença de serem muito maiores e terem a missão extra de transportar produtos, incluindo os que precisam de refrigeração.

Os caminhões pesam 16 toneladas, têm um design interno remodelado e bateria com capacidade de 150 ou 225 kWh. 

Publicidade

Além disso, uma das principais diferenças do modelo elétrico para os caminhões tradicionais é o design da cabine do motorista, que foi totalmente reformulado. No novo caminhão, o banco do condutor fica em uma posição centralizada e mais baixa. 

Essa disposição garante uma visibilidade de 220 graus ao motorista e minimizaria os pontos cegos do veículo. A promessa é que os caminhões sejam mais confortáveis e seguros, o que poderia melhorar a qualidade de vida de muitos trabalhadores.

Os modelos trazem, ainda, uma tela sensível ao toque no painel do motorista, que permite dar diferentes comandos para o veículo, além de câmera de ré e de visão traseira do interior e lateral do caminhão.

Expansão

O Truck as a Service permitirá que os gerentes de frota façam a migração para veículos comerciais elétricos com uma assinatura mensal que fornecerá acesso a um Volta Zero totalmente elétrico e toda a sua infraestrutura de carregamento, serviços, manutenção, financiamento, seguro e requisitos de treinamento. Contudo, ainda não há previsão da chegada do serviço no Brasil.


Esses caminhões são, por ora, indicados para empresas. Ou seja, ainda não é possível que um trabalhador entre em uma concessionária e compre um desses modelos elétricos.

Vale lembrar que em novembro de 2021, a Volta Trucks registrou o maior pedido de caminhões totalmente elétricos da Europa com a encomenda da DB Schenker de 1.470 veículos, seguido de um pedido de outros 1.000 veículos pela Petit Forestier. Agora, a empresa possui cerca de 6.500 veículos encomendados, avaliados em um total de 1,4 bilhão de euros.

Benefícios

Segundo a fabricante, esse conjunto de tecnologias garante a diminuição da emissão de gases poluentes, além da redução dos ruídos emitidos pelo automóvel.

Projetado com uma autonomia de operação exclusivamente elétrica de 150 a 200 km por carregamento, o Volta Zero tem a possibilidade de eliminar cerca de 1,2 milhão de toneladas de CO2 até 2025.

Kiessling informou que a empresa está feliz com a parceria, “à medida em que as frotas comerciais procuram atender às metas de sustentabilidade e fornecer soluções de infraestrutura robustas e econômicas”.

Publicidade