Vale (VALE3) registra lucro de R$ 23,2 bilhões no 3T22; aumento de 15,2%

Empresa divulgou os seus resultados trimestrais após o encerramento do pregão

Publicidade

Publicidade

A mineradora Vale (VALE3), que é uma das maiores empresas da Bolsa de Valores, divulgou o seu balanço trimestral nesta noite de quinta-feira (27). Os resultados referentes ao período de julho a setembro mostraram um lucro líquido de R$ 23,286 bilhões (US$ 4,4 bilhões).

O desempenho da mineradora nos últimos três meses ficou acima das expectativas dos analistas de cinco bancos, que chegaram a um consenso para o lucro líquido na casa dos US$ 2,5 bilhões, o que significa uma queda de 35,6% comparado ao 3T21.

Publicidade


Resultados da Vale

Os números da mineradora, que é uma das maiores empresas do mundo, apontaram neste trimestre uma diminuição com relação às receitas de vendas líquida da companhia. Entre julho e setembro, a Vale registrou R$ 52 bilhões (US$ 9,92 bilhões), enquanto no mesmo período de 2021, a companhia teve R$ 62,4 bilhões, uma queda de 16,6%. O resultado foi abaixo do que a estimativa da empresa Refinitiv previa, US$ 10,2 bilhões. 

Publicidade

O lucro líquido da Vale aumentou, atingindo os R$ 23,2 bilhões no 3T22. Isso representa uma alta de 15,2% em comparação com o 2T22, no comparativo anual, no entanto, houve uma queda de 18,5%.

Publicidade

Além disso, os números do Ebitda ajustado mostram que a Vale registrou neste 3T22 um total de R$ 19,2 bilhões, uma queda reportada de 46,5% quando comparado com o mesmo período do ano anterior. Já com relação ao segundo trimestre deste ano, a diminuição do Ebitda ajustado foi de 25,2% ante os R$ 20,2 bilhões do trimestre anterior.

Um dos principais motivos para o trimestre mais modesto da Vale neste período finalizado em setembro tem sido a queda do preço do minério de ferro, que durante esta semana caiu abaixo dos US$ 90 por tonelada.

Publicidade

Publicidade

Este fator que levou o minério ao seu menor valor em mais de um ano, ocorreu em virtude de problemas com demanda na China, isto tem feito com que a Vale sofra as consequências, durante esse período.

Produção no 3T22

Apesar disso, um atenuante para a companhia nesse último trimestre foi o aumento da produção de minérios. Todos os metais produzidos pela mineradora, nos últimos três registraram alta, de acordo com a divulgação da empresa.

Publicidade

A produção de minério de ferro aumentou 21% no 3T22 com relação aos três meses anteriores, chegando a marca de 89.701 milhões de toneladas métricas produzidas. No acumulado até setembro, a produção chega a 226 milhões de toneladas, uma redução de 1,9%.

Aumento na produção de minérios atenuou resultados da Vale /Foto: iStock

O níquel foi o metal que mais aumentou a produção em percentual durante o terceiro trimestre com relação ao 2T22. No total, o minério chegou a 51,8 mil toneladas produzidas, um aumento de 51,5%. Na comparação anual, o aumento é ainda maior, chegando a 71,5%.

Publicidade

Já o cobre, registrou uma variação de quase 33% com relação a sua produção comparado ao 2T22, chegando ao total de 74,3 mil toneladas métricas produzidas neste trimestre. O metal já soma um montante de produção de 186 mil toneladas, um declínio de quase 15% na comparação anual.

Impacto nas ações

Ao longo desta quinta-feira, sob as expectativas para o resultado oficial do terceiro trimestre da Vale, o mercado reagiu negativamente aos papéis da companhia, em virtude da possibilidade de um trimestre abaixo das expectativas para uma empresa do porte da Vale.

As incertezas decorrentes da queda do preço do minério de ferro fizeram com que a mineradora passasse o dia liderando o Ibovespa como a empresa que mais caiu. Cenário diferente do apresentado ontem após o pregão, onde a Vale fechou com alta de 2,22%, com os papéis vendidos a R$ 73,53.

Às 13h35 as ações da empresa recuavam cerca de 4,87%, sendo negociadas a R$ 69,94.

Publicidade