Tutu Digital levanta aporte milionário ao lado da SRM para impulsionar crédito

Tutu Digital e SRM levantam um fundo 20 milhões de reais para impulsionar sua capacidade de crédito e adquirir mais clientes

Publicidade

Publicidade

Nesta quarta-feira (19), a startup Tutu Digital divulgou que levantou um um total de 20 milhões de reais em investimentos ao lado da SRM Asset. O objetivo da startup é impulsionar a sua capacidade de crédito no mercado financeiro, deste modo poderá adquirir mais clientes.

O CEO da Tutu, Alan Martins, disse que parte desse aporte será destinado a iniciativas de marketing, para atrair talentos para a tecnologia, investindo na melhoria do processo de análise de crédito da fintech.  Alan apontou que essa parceria com a SRM pode ajudar com o networking, modelagem do produto, ajustes na análise de crédito e melhoria dos processos de forma geral da startup. 

Publicidade


O que é a Tutu Digital?

A Tutu Digital é uma plataforma que possibilita o contato entre pessoas jurídicas, que precisam de empréstimo para o seu negócio, com pessoas que estão disponíveis a oferecer um financiamento. 

Publicidade

O que é a SRM?

A SRM Asset é uma gestora de fundos de investimentos, que opera nas áreas de direitos creditórios e empréstimos.

Publicidade

Imagem ilustrativa/Foto: Tecnicon

O que esperar dessa parceria? 

A Tutu Digital possui 2 mil empresas ativas e pretende chegar a 10 mil em 2023, com tickets de créditos que vão de 7 mil reais a 200 mil reais. Portanto, o objetivo da parceria com a SRM é fazer com que a startup chegue a essa meta o mais rápido possível. 

O CEO da Tutu disse que: “Hoje estamos com uma carteira de 25 milhões em valores transacionados. Queremos chegar aos 100 milhões de reais no ano que vem. É um desafio grande, mas que se torna mais possível com o apoio da SRM”.

Publicidade

Publicidade

O head da SRM Ventures, uma startup do SRM Asset, Andre Szapiro, disse que a Tutu se encaixa em uma das teses da SRM, de que o mercado de crédito deve se concentrar em nichos de um futuro médio a longo prazo.  

Andre Szapiro disse que. “A Tutu é um negócio de nicho, que nos impressionou porque endereçar uma dor gigantesca, que é a dificuldade de acesso ao crédito pelas PMEs”. O aporte faz parte de uma estratégia da gestora de investimentos, para apoiar diferentes fintechs de crédito, gerando volume transacional e leads do ecossistema apoiado pela SRM.

Publicidade

Outra vantagem que a parceria entre a gestora de investimentos e a startup, pode trazer ao mercado financeiro são os leads não aproveitados. Andre Szapiro afirma que. “Por exemplo, temos dentro de nossa carteira fintechs de microcrédito que tem leads não aproveitados, mas que podem ser adequados para a Tutu”. 

Com o apoio da SRM, a Tutu pode aprimorar o seu modelo de crédito, investindo em metodologias de análise, como aumentar o score do Serasa, adquirindo um público maior. “Utilizamos nossa tecnologia de inteligência artificial para analisar fontes alternativas de dados, outros elementos de big data para gerar oportunidades de crédito com boas taxas e risco reduzido”, explica o CEO da Tutu.

Publicidade

Alan Martins CEO da Tutu Digital/Foto: Agro Olhar

Quais os planos da Tutu? 

O co-fundador da Tutu aponta que em seu sistema de investimento em startups, os investidores podem escolher emprestar seu dinheiro para negócios da sua região, ajudando a criar mais proximidade entre investidor e investido, ou escolher opções de maior ou menor risco, por meio da análise e curadoria promovida pela própria plataforma e seu algoritmo.

Outro produto que a startup está  preparando é uma oferta para gerenciar os valores que os investidores colocam na plataforma da SRM. “Em vez de um investidor escolher uma empresa e colocar 10 mil reais nela, vamos criar soluções em que ele distribua ele em cotas menores em diferentes negócios”, explica Alan.


Por último, o CEO da Tutu apontou que, as expectativas da startup é ganhar capilaridade com o apoio da SRM. Alan disse que. “Desde 2017 controlamos nossa carteira e validamos nosso negócio com investimentos do próprio bolso. Com o investimento da SRM, buscamos a escala para no futuro abrir uma rodada, agora com a parceria e a chancela da SRM”.

Em 2021, a startup movimentou 25 milhões de reais, com 20 mil investidores cadastrados na plataforma. A média de rentabilidade foi de 18%. A expectativa da Tutu é expandir a rede de investidores em 80 mil até o final de 2023.

Publicidade