Solana Foundation perdeu mais de US$ 180 milhões em criptoativos na FTX

Publicidade

Publicidade

A Fundação Solana divulgou um informativo detalhando sua exposição à falida corretora FTX. A organização detinha mais de US$ 180 milhões em exposição a criptoativos em 6 de novembro, pouco antes de a bolsa parar de processar saques.

Embora nenhum Solana (SOL) tenha sido mantida na FTX, cerca de 3,43 milhões de tokens FTX (FTT) e 134,54 milhões de tokens Serum (SRM) pertencentes à fundação agora estão presos na bolsa.

Publicidade

Além disso, o grupo detinha 3,24 milhões de ações ordinárias da FTX.

De acordo com a CoinGecko, o FTT estava sendo negociado por mais de US$ 22 na época, enquanto o SRM valia cerca de US$ 0,8 cada.

Publicidade


Publicidade

Considerando os números da fundação, são US$ 75,46 milhões e US$ 107,6 milhões de exposição a FTT e SRM, respectivamente.

FTT é o token de utilidade da FTX que dava aos titulares taxas de negociação reduzidas na plataforma.

Publicidade

Publicidade

O SRM é o token de governança do Serum, um protocolo DEX focado em escalabilidade lançado por um consórcio que inclui FTX, Alameda Research e Solana Foundation.

Desde o colapso do FTX, o FTT caiu para apenas US$ 1,32, enquanto o SRM é negociado a US$ 0,32 na quinta-feira.

Publicidade

O token SOL também sofreu grandes perdas, caindo abaixo de US$ 15 este mês. Em novembro passado, o SOL atingiu seu recorde histórico de US$ 259 cada.

Apesar dessas perdas, Solana afirmou que sua rede não “teve nenhum desempenho notável ou problemas de tempo de atividade” após as consequências.

Publicidade

O Sollet Bitcoin – uma versão tokenizada do Bitcoin na rede Solana – perdeu seu preço atrelado à criptomoeda primária depois que a FTX faliu.


Embora a FTX fosse responsável por manter o Bitcoin apoiando esses tokens, as revelações do balanço patrimonial de 10 de novembro indicam que a bolsa detinha zero BTC em seu caixa.

A Fundação Solana afirma ter mantido outros US$ 40 milhões em exposição a ativos baseados em Sollet, como o soBTC, a partir dessa data.

“O status dos ativos subjacentes é desconhecido neste momento”, acrescentou.

A organização observou que USDC e USDT em Solana são emitidos diretamente pela Circle e Tether, respectivamente, e permanecem totalmente atrelados neste momento.

*Com Criptonizando

Publicidade