Sistema Bancário: Entenda o que é e como funciona os bancos

Veja sobre a performance de um sistema bancário em conjunto, que fornecem boa parte do progresso econômico do Brasil

Publicidade

Publicidade

Em um comércio evolutivo, onde a lei da oferta e demanda é utilizada e há uma sociedade crescente em termos demográficos, é necessária instituições, sejam elas públicas e privadas, que guardem os recursos financeiros de uma empresa ou de uma pessoa física, pode-se dizer que é o sistema bancário.

E para um funcionamento eficaz tem um sistema de organização que geram efeitos direto na vida de cada indivíduo que faz parte de uma sociedade.

Publicidade

A performance é voltada completamente para gerar um crescimento na economia do país, e atualmente novos bancos foram criados no formato tecnológico, visando uma estrutura mais prática de atendimento e prestação de serviços.

O Sistema Bancário e conceitos

Publicidade

Esse sistema são empresas ou estabelecimento público que tem responsabilidades e tarefas voltadas para prestação de serviços interdependentes e complementares para pessoas, empresas, instituições, lojas, comércios, entre outros recursos em que se operam produções e vendas.

Publicidade

Sendo assim, é de se questionar como os bancos privados conseguem ter lucro e é oferecendo créditos, empréstimos, financiamentos com o dinheiro investido para a sua criação, e o retorno tido dos valores dos empréstimos retornaram com juros, é basicamente dessa forma que um banco tem lucro.

Outra forma para os bancos adquirirem dinheiro para terem uma receita de crédito para oferecer é abrindo investimentos de maneira privada, onde pessoas emprestam dinheiro ao banco, do qual junta juros a ser pago no dia do vencimento, mas para não ficar com esse dinheiro parado, emprestam também esse dinheiro e recebem com juros. 

Publicidade

Publicidade

Os tipos de investimentos disponíveis para esses fins são, CDB (Certificado de Depósito Bancário), o LCI (Letras de Crédito Imobiliário), LCA (Letras de Crédito do Agronegócio) e LC (Letras de Câmbio), todos esses emitidos como títulos de crédito.

No caso de bancos públicos, não há lucro, apenas uma receita recolhida por meio de impostos, tributos e taxas que são distribuídas  para outras instituições públicas para fornecerem serviços básicos à uma parte da sociedade mais necessitada.

Publicidade

Um exemplo de banco público, é o Banco Central do Brasil (Bacen) que organiza e se responsabiliza pelo sistema bancário do país,é ele quem faz a impressão de dinheiro, regulariza e fiscaliza as outras instituições financeiras e empresas.

Também é responsável pelo controle de crédito para que não sejam elevados e cause inflação e entre outras tarefas como definir de acordo com parâmetros econômicos a taxa selic, que decidirá quanto será o valor dos juros de um empréstimo ou de investimento das duas estruturas de bancos, a privada e a estatal.

Publicidade

É perceptível que os bancos comerciais/privados têm uma taxa de juros maior do que por exemplo a do banco central, isso acontece por serem estabelecimentos com fins lucrativos, mas significa que quando vai bem, ao investir em títulos oferecidos por eles há um rendimento maior que em títulos públicos.

Os bancos privados mais conhecidos e populares no Brasil são os que têm 81% dos ativos da sociedade em seu caixa,  e a tendência é que só aumente caso o país continue inserido em uma estrutura socioeconômica que visa mais crescimento de ofertas para uma demanda consumidora.

A seguir, veja quais são os bancos privados e com estruturas físicas, no Brasil: 

  • Banco Itaú;
  • Banco Bradesco;
  • Banco Santander;
  • Banco do Brasil;
  • Caixa Econômica.

Os bancos digitais

Os bancos digitais são frutos da tecnologia evolutiva, que gerou novos mercados, no caso do mercado financeiro, disponibilizou novos formatos de bancos, fintechs, bancos alternativos e startups, que oferecem créditos de maneira mais simples. 

O processo de abertura de conta, pedidos de empréstimos, atendimentos de suporte, investimentos e até doações, são feitas 100% online, pelo aplicativo ou site da instituição, como por exemplo a Nubank, conhecida como o “seu roxinho” e em 2021 teve um crescimento de 50% comparado ao último ano.

Também são regularizados como Banco Central e seus clientes são devidamente protegidos pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

Segue alguns exemplos do Bancos Digitais existentes no Brasil:

  • NuBank;
  • Banco Inter;
  • C6 Bank;
  • Mercado Pago;
  • Neon;
  • Next;
  • AgiBank.
Publicidade