Segunda parcela do 13° salário é liberada nesta terça-feira e impacta a economia brasileira de maneira positiva

OLX e CNC realizam pesquisas que aponta como a população pode utilizar a segunda parcela do pagamento

Publicidade

Publicidade

A última parcela do 13° salário foi liberada, nesta terça-feira (20), para trabalhadores de carteira assinada. A primeira parcela foi realizada até o dia 30 de novembro. 

De acordo com uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o 13° salário pode impulsionar cerca de R$ 112,9 bilhões na economia brasileira. 

Pesquisa OLX

Publicidade

De acordo com uma pesquisa realizada pela plataforma OLX, 45% das pessoas que participaram da pesquisa têm intenção de organizar a vida financeira, pagando suas dívidas, além de utilizar o dinheiro para os gastos das festas de fim de ano, como o Natal e Ano Novo. 

Em relação a investir ou guardar o pagamento para uma reserva de emergência, apenas 24% correspondem a essa categoria, enquanto 15% tem intenção de comprar produtos que desejam. Por fim, 14% dos correspondentes devem pagar os impostos de início de ano com o pagamento do 13° salário

Publicidade

A General Manager da OLX, Regina Botter, disse: “A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor, realizada pela CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) e divulgada no início de novembro, revelou que o Brasil atingiu o maior nível de inadimplência em outubro passado desde 2016”. 

Publicidade


“Nesse sentido, a intenção de pagamento das dívidas com o décimo terceiro salário, apontado pela maioria dos entrevistados pelo nosso levantamento, reflete a situação econômica atual”, completa.

Publicidade

Publicidade

Regina Botter também afirma que: “Ainda assim, para aqueles que têm o objetivo de adquirir algum produto, vale sempre reforçar os itens de segunda mão que, além de contribuírem para a economia circular, têm custo muito mais acessível, gerando economia para os usuários”.

A pesquisa realizada pela OLX, aponta que a maioria dos consumidores tem intenção de comprar aparelhos eletrônicos, como celulares  e notebooks. Em 2° lugar, os produtos que mais foram  escolhidos para comprar com o pagamento do 13° salário, foram itens para casa, como eletrodomésticos. 

Publicidade

Na pesquisa, também foi apontado que parte dos correspondentes também tem intenção em reformar a casa, pagar dívidas, boletos ou desejam investir em viagens.

Grande parte da população brasileira tem intenção de pagar as dívidas com o pagamento do 13°salário Créditos: Reprodução

Pesquisa CNC

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), realizou uma pesquisa que aponta o endividamento da população brasileira, que atingiu um recorde de 73,3% no ano de 2022. Deste modo, através da pesquisa a CNC mostra como parte do 13° salário pode ser direcionado ao pagamento de dívidas. 

Publicidade

Imposto de Renda

O Imposto de Renda é cobrado na segunda parcela do 13° salário, isso porque o trabalhador recebe a primeira parcela integral, portanto, a segunda parcela deve ser paga já com os descontos, que são atribuídos, assim como também a segunda parcela também precisa ser atribuída como FGTS e INSS. 


Quem tem direito à segunda parcela? 

Todos os trabalhadores do serviço público e privado, assim como no setor urbano, rural, avulso e doméstico, além dos aposentados e pensionistas do INSS, têm direito a receber o pagamento do 13° salário. 

Os trabalhadores que possuem menos de um ano na empresa também tem direito em receber o 13° salário proporcional aos meses de trabalho por mais de 15 dias, como o funcionário que trabalhou por seis meses e 15 dias deve receber 7/12 de seu salário a título de 13°.

Quem trabalhou de 1° de janeiro a 14 de março, terá direito a 2/12 de 13° proporcional da fração do mês de março. 

Por fim, o 13° salário pode impulsionar cerca de R$ 112,9 bilhões na economia brasileira, já que a última parcela do pagamento é liberada no mês de dezembro, onde parte da população brasileira consome mais produtos, devido às festas de fim de ano. 

Publicidade