Província na Argentina emitirá sua própria stablecoin atrelada ao dólar

Publicidade

Publicidade

A província de San Luis, localizada na região de Cuyo, no oeste da Argentina, terá sua própria criptomoeda atrelada ao valor do dólar americano. De acordo com a província, a stablecoin se chamará Ativo Digital San Luis.

A moeda digital estável será criada em uma blockchain ainda não determinada e poderá ser armazenado em uma carteira especial criada para isso.

Publicidade


Para que a stablecoin passe a circular, sua criação já recebeu sinal verde dos deputados e senadores da província.

Publicidade

A aprovação ocorreu quando eles sancionaram a Lei de Inovação Financeira para investimento e desenvolvimento socioeconômico.

Publicidade

Conforme destaca a lei, a emissão do Ativo Digital San Luis funcionará como uma emissão de dívida para o Estado provincial. A diferença é que ao invés de emitir títulos, o Estado emitirá esta criptomoeda.

Criptomoedas a serviço do Estado

Ainda de acordo com o texto, o valor desta criptomoeda “terá a garantia de CEM POR CENTO (100%) em ativos financeiros do Estado Provincial realizáveis ​​a curto prazo”.

Publicidade

Publicidade

Todas as pessoas com mais de 18 anos poderão adquirir o Ativo Digital San Luis. O limite de gastos para o projeto é de 2% do orçamento provincial.

Além da stablecoin atrelada ao dólar, outros tokens devem ganhar vida, incluindo um ativo com foco no ensino das crianças.

Publicidade


Esse token tem como objetivo ajudar alunos do ensino superior, a partir dos 16 anos, em sua formação financeira.

Publicidade

Além disso, a província também deve ganhar a sua própria coleção de NFTs, com artes digitais produzidas por artistas da província.

“O uso de uma blockchain para registrar as obras garante que “ela seja única, conferindo propriedade e autenticidade ao artista ou detentor do bem digital”, explica o texto.

Publicidade