Nubank (NUBR33) lança ferramenta para limitar funcionalidades do app fora de casa

Entenda como irá funcionar o “Modo Rua”, nova ferramenta de segurança do Nubank

Publicidade

Publicidade

O Nubank lançou nesta quinta-feira (13), uma atualização em seu sistema de segurança chamada “Modo Rua”, sendo esta uma ferramenta que permitirá que os seus usuários delimitem o valor a ser gasto em transações quando estiverem fora de casa, aprimorando assim ainda mais o sistema de segurança oferecido pela Fintech.

Este mecanismo irá possibilitar que o usuário defina uma rede de Wi-Fi segura para obter total disponibilidade das funcionalidades disponibilizadas pelo app, e ao sair poderá restringi-las. 

Publicidade

O objetivo desta ferramenta é entregar mais segurança ao usuário, evitando que criminosos realizem transações bancárias pelo app.

O Nubank vem se reinventando e reafirma isso mediante suas inovações constantes, obtendo assim um dos produtos oferecidos mais populares e desejados dos últimos tempos.

Publicidade

O Banco afirma que essa ação se soma “a uma série de proteções das consequências de ações criminosas”. Portanto, além de uma rede segura de Wi-Fi, este modo permite que o usuário defina previamente o valor para transações via TED, PIX ou por boleto para usufruir quando estiver na rua ou em outro endereço. 

Publicidade

Veja como configurar o Modo Rua

A ativação do “Modo Rua” é feita na seção “Segurança” do aplicativo. Ao entrar na seção, o usuário selecionará uma rede Wi-Fi como rede segura (por exemplo, a internet da sua casa) e definirá um valor máximo de transação bancária válido para os serviços bancários já mencionados acima, ou seja, quando estiver desconectado da sua rede. 

Como a ferramenta irá funcionar ?

A configuração poderá ser feita somente uma vez. Sempre que desconectar do Wi-Fi seguro, o “modo rua” volta a ser ativado, sem que seja necessário configurar novamente, portanto ocorrerá automaticamente. 

Publicidade

Publicidade

Caso o limite pré-estabelecido seja ultrapassado durante uso do aplicativo, será necessário realizar a autenticação por reconhecimento facial com prova de vida para autorizar. Para modificar os limites é necessário retornar à configuração inicial e refazer o procedimento com reconhecimento facial.

Vantagens

A ferramenta ajuda na proteção da ação de criminosos que tentam fazer transações bancárias em caso de acesso ao seu aplicativo, portanto irá entregar ainda mais segurança ao usuário. Além de ser mais uma medida de segurança da fintech para proteger os seus clientes contra golpes.

Publicidade

Imagem ilustrativa/Foto: Reprodução

Confira outras funcionalidades de segurança no Nubank:

• Aviso de golpe, na qual é enviada uma notificação ao cliente sobre transações suspeitas;

• Prova de vida na recuperação de senha e transações, exigindo biometria facial nessas 

Publicidade

situações;

• Atendimento prioritário e exclusivo para clientes vítimas de golpes e roubos, acelerando o tempo de resolução destes casos.

Portanto, o Modo Rua veio para complementar todos os serviços já oferecidos pelo Nubank, tornando-o cada vez mais seguro aos seus usuários.

Em seu comunicado à imprensa, o Nubank não informa quando pretende ampliar o “Modo Rua” para os cartões, empréstimos e investimentos. Essas opções são visualizadas no vídeo publicado pela empresa como “disponível em breve”. É esperado que as compras realizadas por aproximação do celular (NFC) tenham suporte ao “Modo Rua” quando a função for liberada para o uso com cartões.

“A inovação está no DNA do Nubank. Nosso desafio é proporcionar tranquilidade aos clientes, evitando e resolvendo as dores deles, ficando sempre um passo à frente. Diante das questões de segurança pública atuais, é mais importante do que nunca a prevenção. O Modo Rua é um recurso inovador, intuitivo e simples, e mais uma camada de proteção no sistema muito robusto que já temos”, afirma Cristina Junqueira, cofundadora e CEO do Nubank no Brasil.

Por ora, a ferramenta será liberada em fase de testes para uma base pequena de clientes. O banco digital diz que espera disponibilizá-la ao público geral nos próximos dias.

Publicidade