Netflix (NFLX34) tem lucro de US$ 1,398 bilhões no terceiro trimestre

O balanço foi divulgado logo após a companhia anunciar seu novo plano

Publicidade

Publicidade

Ao final do pregão desta terça-feira (18), a Netflix (NFLX34) divulgou seus dados operacionais para o terceiro trimestre deste ano.

Os dados apresentam quedas em comparação aos números do 3T22. As informações foram publicadas logo após a companhia divulgar seu novo plano de assinatura.

Balanço trimestral da Netflix

Publicidade

Os dados operacionais do terceiro trimestre de 2022 da Netflix foram publicados às 19:00 horas (Horário de Brasília).

Durante o terceiro trimestre de 2022, a companhia registrou um lucro de US$ 1,398 bilhões (o equivalente a R$ 7,3 bilhões). Na comparação trimestral, a quantia representa uma queda de 3,07% em relação aos US$ 1,441 bilhões registrados no segundo trimestre deste ano.

Publicidade

Se comparado com o terceiro trimestre do ano passado (US$ 1,449 bilhões), o montante diminuiu em 3,64%.

Publicidade


De acordo com o documento, a receita da empresa para o período foi de US$ 7,926 bilhões, representando uma leve queda em comparação aos US$ 7,970 apresentados no segundo trimestre deste ano, mas mostrando uma alta de 5,9% se comparados aos US$ 7,483 bilhões registrados no mesmo período do ano passado.

Publicidade

Publicidade

Para o período, a margem operacional da empresa atingiu os 19,3%, apresentando uma queda de 4% em relação ao mesmo período do ano passado. Sobre a queda, a empresa afirma que “foi quase que inteiramente devido à apreciação do dólar americano contra as outras moedas durante o período”. O rendimento operacional foi de US$ 1,533 bilhões.

Sobre o avanço de cerca de 6% em sua receita ante o 3T21, a companhia afirma que “a alta foi pressionada por um aumento de 5% nas assinaturas pagas e a alta de 1% em sua taxa de ARM (Average Revenue per Membership), que representa o rendimento médio por assinatura da empresa.

Publicidade

Enquanto o mercado financeiro aguardava a publicação dos dados, as ações da Netflix, negociadas sob o código NFLX na Bolsa de Valores norte-americana NASDAQ, enfrentaram quedas durante o pregão desta terça-feira (18). Seus ativos fecharam com uma queda de 1,73%, atingindo os US$ 240,86.

A desvalorização dos papéis, no entanto, é recorrente: em um período de seis meses, os ativos da empresa caíram em 30,91%, acumulando uma queda de 59,68% durante o ano de 2022.

Publicidade

Número de assinaturas

No documento publicado, a companhia também divulgou que o número de assinaturas pagas durante o terceiro trimestre deste ano atingiu os 223,09 milhões.

O número representa uma alta de 1,08% em relação aos 220.67 milhões de assinantes registrados durante o segundo trimestre de 2022. Na comparação anual, o número indica, ainda, uma alta de 4,27%.

Novo plano de assinatura

A publicação dos dados trimestrais da Netflix segue a divulgação do novo plano de assinatura da empresa, que inclui a exibição de propagandas. O plano foi anunciado na última quinta-feira (13), e será chamado de “plano básico com anúncios”.

Netflix anuncia um novo plano de assinatura/Foto: Reprodução

Com um preço mensal de R$ 18,90, o plano mais econômico da companhia vai estrear no dia 3 de novembro em 12 países incluindo o Brasil, sendo eles Alemanha, Austrália, Canadá, Coreia do Sul, Espanha, Estados Unidos, França, Itália, Japão, México e Reino Unido.

Apesar de integrar as mesmas funcionalidades do plano básico, essa versão vai, ainda, incluir algumas restrições. Além de não permitir downloads, o plano contará com um número reduzido de opções disponíveis no catálogo, por conta de “restrições de licença”.


A redução no número de produtos é temporária, e a Netflix disse que “já está trabalhando nisso”. Os filmes e séries serão exibidos em qualidade HD, a mesma do plano básico da empresa.

A última característica dessa opção é a exibição de anúncios, que deve ser feita em um ritmo de 4 a 5 minutos por hora, com propagandas que possuem entre 10 a 30 segundos de duração.

Publicidade