GoodStorage recebe investimento da Evergreen visando expansão

Empresa responsável por espaços para armazenamento já tem mais de 20 unidades em São Paulo

Publicidade

Publicidade

A GoodStorage, empresa de armazenamento fundada em 2013, anunciou que recebeu um aporte recentemente do fundo de investimentos Evergreen, que já possui participação na empresa desde a sua fundação.

A empresa norte-americana é conhecida no setor imobiliário pela sua atuação nos Estados Unidos, além de estar presente também na Europa, Ásia e América do Sul. Aqui no Brasil, a sua empresa de self storage, a GoodStorage, é uma das maiores empresas do ramo.

Publicidade


Com o intuito de continuar em expansão principalmente na cidade de São Paulo, onde estão localizadas as unidades da GoodStorage, a Evergreen desembolsou cerca de US$ 75 milhões para investir na aquisição de novos imóveis para o seu negócio.

Publicidade

Maior do estado

Atualmente com mais de 20 unidades de armazenamento em operação voltadas principalmente para pessoas físicas, a GoodStorage está presente em bairros como Tatuapé, Morumbi, Moema, Mooca, Bela Vista, além de uma unidade no ABC.

Publicidade

GoodStorage recebe investimento da Evergreen visando expansão
Demanda de self storages aumentou durante a pandemia /Foto: Divulgação/GoodStorage

A companhia tem como meta para o próximo ano, abrir mais dez unidades dos seus self storages para poder continuar oferecendo soluções de logísticas para mais pessoas dos centros urbanos.

Ao todo, a GoodStorage tem em suas mãos uma área de 200 mil m² para suprir as demandas de locação que crescem ano após ano. O setor de armazenamento foi um dos beneficiados com a pandemia, o que fez com que a procura aumentasse.

Publicidade

Publicidade

Para se adequar a essa nova demanda, a aposta da companhia foi aumentar o investimento no setor de e-commerce que a GoodStorage já fazia antes da crise sanitária. Com essa mudança a empresa passou a ter 50% do seu faturamento no comércio eletrônico.

Para continuar crescendo, a empresa tem passado a focar esforços em depósitos voltados para empresas, principalmente para as do setor de comércio eletrônico, que tem buscado cada vez mais acelerar as suas entregas e optam por usar os armazenamentos urbanos.

Publicidade

Com isso a companhia tem aumentado o percentual de empresas que procuram os seus serviços, com a expectativa de chegar a 50% dos seus clientes oriundos do meio corporativo.

Expansão da GoodStorage

Com esses aportes feitos pela Evergreen, a empresa de armazenamento ultrapassará os 240 mil m² de área bruta destinada para a locação temporária, seja para pessoa física ou para empresas.

Publicidade

A longo prazo, este fato tende a favorecer aos consumidores gerais, que têm costume de fazer compras pela internet, pois boa parte desses novos espaços serão destinados para as varejistas que estão prezando cada vez mais pela eficiência nas entregas.


O principal fator que diferencia os depósitos voltados para pessoas físicas e empresas é o espaço dedicado para o armazenamento dos itens. Geralmente o espaço ocupado por self storages é mais compacto, chegando a locais de 150 m².

Já nos locais que são usados para suprir a demanda do modelo de negócio voltado para empresas, o espaço a ser ocupado ultrapassa os 2 mil m², devido a necessidade de se ter um ambiente maior para cuidar de todos os processos de logística.

GoodStorage recebe investimento da Evergreen visando expansão
GuardeAqui é o principal concorrente da GoodStorage /Foto: Divulgação/GuardeAqui

Concorrência e preço

A GoodStorage desembarcou no Brasil em 2013 para fazer frente principalmente para outro serviço de self storage, o GuardeAqui, que atualmente é a maior empresa do setor no país e está presente em quatro estados com mais de 25 unidades em funcionamento.

Até por isso, a companhia tem optado por se consolidar cada vez mais no estado de São Paulo e quer ter até o final do ano que vem, cerca de 30 unidades em operação para suprir as necessidades dos usuários.

Além de precisar ficar atento com a concorrência de outras empresas do setor que estão atuando na capital paulista, a GoodStorage precisa lidar também com o aumento no preço médio para a locação de espaços, que têm aumentado constantemente e podem acabar afastando os interessados.

Publicidade