Musk diz a banqueiros que planeja fechar negócio com Twitter (TWTR34) nesta sexta (28)

Publicidade

Publicidade

Ao que parece, o bilionário Elon Musk vai honrar seu compromisso de concluir a compra do Twitter (TWTR34) nesta sexta-feira (28), após muitas idas e vindas. Foi o que afirmaram fontes próximas ao assunto à agência de notícias Bloomberg.

De acordo com a reportagem, Musk reforçou sua intenção de fechar o negócio até o fim desta semana em uma videoconferência realizada na segunda-feira (24) junto a banqueiros que devem ajudá-lo a financiar a compra.

Publicidade

As fontes disseram que os bancos em questão estão fornecendo US$ 13 bilhões em financiamento de dívida. Além disso, eles teriam concluído a elaboração de um contrato crédito final e já estão em processo de assinatura da documentação.


Publicidade

Esse é um dos últimos passos antes de enviar os recursos para Musk finalizar a compra. Destaca-se que o valor inicial oferecido pelo CEO da Tesla ao Twitter foi de US$ 44 bilhões, ou US$ 54,20 por ação.

Publicidade

Após a notícia, as ações do Twitter começaram a subir para US$ 52,78, aproximando-se do preço de compra acordado quando as duas partes iniciaram as negociações.

Usuários ativos do Twitter em queda

Enquanto Musk se encaminha para, enfim, concluir a negociação com o Twitter, a rede social segue perdendo usuários. Foi o que revelou a Reuters em uma reportagem publicada na última quarta-feira (25).

Publicidade

Publicidade

De acordo com uma pesquisa interna do Twitter, vista pela Reuters, o engajamento dos usuários da rede social está em queda.

Os dados do documento mostram os “heavy tweeters” (usuários mais ativos) representam menos de 10% dos usuários gerais mensais. No entanto, eles geram 90% de todos os tuítes e metade da receita global.

Publicidade

Só que os heavy tweeters ​​estão em um “declínio absoluto” desde o início da pandemia, conforme destacou um pesquisador do Twitter em um documento interno intitulado “Para onde foram os tweeters?”

Twitter x Elon Musk

Os usuários do Twitter têm sido um dos problemas para Musk desde que ele anunciou a compra da empresa de mídia social em abril deste ano.

Publicidade

O bilionário alegou, em várias ocasiões, que a rede social não era transparente em relação ao número real de usuários ativos e de bots. Com essa justificativa, Musk tentou desfazer o acordo de compra no passado.

Então, no dia 8 de julho, Musk anunciou, de forma oficial, que estava desistindo do negócio. O empresário alegou que a rede social violou o acordo ao apresentar dados enganosos sobre o número de perfis falsos e bots.


Diante disso, o Twitter entrou com um processo contra ele para que o acordo fosse fechado.

Após várias reviravoltas, no início de outubro, o CEO da Tesla pediu a um juiz a suspensão do litígio com a empresa de rede social para fechar o negócio e comprar o Twitter até o fim do mês. E parece que agora o fechamento do negócio vai ocorrer, de fato.

Publicidade