LinkedIn confirma alta demanda por profissionais de blockchain no Brasil

Publicidade

Publicidade

O LinkedIn divulgou um recente estudo no qual coloca o Brasil entre os dez países com maior demanda por profissionais blockchain no mundo. Segundo os dados do estudo, somente o México aparece junto ao Brasil em toda a América Latina.

Criado em 2002, a mídia social tem o propósito de estabelecer relações para negócios, como também gerar conexões profissionais aos seus usuários. Diversas vagas de emprego são divulgadas pelo LinkedIn, assim como cursos e capacitações promovidas por empresas.

Publicidade

Assim, o Linkedin tem muitos dados do mercado de trabalho de vários setores, inclusive das áreas de criptomoedas e blockchain.


Publicidade

Vagas em blockchain e criptomoedas são destaque no estudo do LinkedIn

Chamado de “Insights de talentos da indústria global de blockchain”, o estudo global divulgado pelo LinkedIn em parceria com a exchange OKX, chamou atenção pela procura de profissionais da área no Brasil.

Publicidade

No levantamento elaborado pelas empresas, foram utilizados dados do próprio LinkedIn de janeiro de 2019 a junho de 2022. Dentre as informações levantadas constam os dados de 10 setores, todos envolvidos com blockchain, bitcoin, criptomoedas e similares.

Dessa forma, confirmou-se que o Brasil é um dos dez países que mais divulga vagas de emprego. Empresas do país procuraram por profissionais com experiência em blockchain e criptomoedas, principalmente entre os anos de 2020 e 2021.

Publicidade

Publicidade

Somente Brasil e México surgem entre os dez com maior demanda na América Latina no estudo. Este panorama indica que, em ambos os países, pessoas interessadas em procurar emprego no setor podem encontrar boas oportunidades.

Demanda cresceu 518% em 2021

O Brasil certamente é um dos países onde as criptomoedas mais registraram destaque e grande adoção pela população. Desse modo, a tecnologia chegou em grandes empresas e o setor segue aquecido, seja como investimento ou como meio de pagamento.

Publicidade

A partir dos dados levantados pelo estudo, a procura por talentos blockchain no país sofreu um aumento de 518% apenas em 2021. Dessa forma, confirma-se a ocorrência de muitos negócios neste setor no país sul-americano, só ficando atrás de Espanha e Canadá.


Publicidade

Como aproveitar a oportunidade?

A compilação de dados separou a indústria blockchain e de criptomoedas em setores, destacando as 10 posições mais procuradas em cada área. Os setores são Finanças, Engenharia, Desenvolvimento de Negócios, Tecnologia da Informação e Vendas.

Por exemplo, em Finanças, o trader de criptomoedas é o talento mais procurado por empresas, ficando à frente de “trader” ou “trader de câmbio”. Para engenharia, na primeira posição temos os Engenheiros de Software.

O estudo do LinkedIn revela importantes informações para quem busca se posicionar no mercado, com ou sem experiência na área. Até para quem busca uma recolocação profissional no setor blockchain e/ou criptomoedas.

*Com Criptonizando.

Publicidade

O melhor conteúdo de negócios e economia no Brasil, de graça para você.

Cadastre-se para ter acesso a este conteúdo, é totalmente de graça!

Ao se cadastrar, você concorda com o compartilhamento de seus dados com a Estoa, e com os Termos de Uso , incluindo o uso de cookies e o envio de comunicações