Itaú Unibanco (ITUB4) anuncia cisão parcial do Itaucard

A medida faz parte da proposta de reorganização societária do grupo

Publicidade

Publicidade

Nesta quarta-feira (31), o Itaú Unibanco anunciou a aprovação da cisão parcial do Itaucard, uma subsidiária da instituição financeira.

Dessa forma, segundo a companhia, será realizada a transferência de algumas das atividades exercidas pela subsidiária para o Itaú Unibanco.

Cisão do Banco Itaucard

Publicidade

A operação foi aprovada em uma reunião do Conselho de Administração da instituição, realizada nesta quarta-feira. 

Dessa forma, como descrito no Comunicado ao Mercado publicado pela empresa, a operação prevê a transferência parcial das atividades de sua subsidiária à Instituição financeira.

Publicidade


Publicidade

“Serão transferidas para o Itaú Unibanco algumas das atividades hoje exercidas pelo Itaucard, incluindo a emissão e a administração de cartões de crédito, a instituição e a gestão de arranjos de pagamento e a realização de programas de fidelização de clientes” disse a empresa no documento, citando também o financiamento de veículos e equipamentos e atividades relacionadas ao setor de mobilidade.

Além disso, a operação deve ser deliberada em uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE), que deve ocorrer no dia 30 de setembro deste ano. Para a reunião, a Administração da companhia propôs, ainda, quais atividades permanecerão sob a responsabilidade da subsidiária.

Publicidade

Publicidade

“A atividade de oferta, e manutenção de contas de pagamento, as aplicações financeiras, os títulos e valores mobiliários, incluindo derivativos, dentre alguns outros créditos e bens, permanecerão no Itaucard”, afirmou a companhia.

A cisão foi aprovada em conjunto à reorganização societária do Itaú/Foto: Foregon

No documento, o Itaú afirma que tem buscado, de forma constante, racionalizar o uso de seus recursos e otimizar suas estruturas e negócios, confirmando que a Operação em questão deve trazer à instituição “benefícios claros” em sua direção.

Publicidade

No dia do anúncio da cisão parcial do Banco Itaucard, as ações do Itaú Unibanco (ITUB4) se desvalorizaram, fechando o pregão desta quarta-feira (31) com uma queda de 2,53%, cotadas a R$ 25,81.

Nesta quinta-feira (01), porém, seus ativos apresentaram valorizações, somando às 14:50 horas (Horário de Brasília) uma alta de 0,47%, atingindo os R$ 25,91.

Publicidade

Por fim, o comunicado, assinado pelo Diretor de Relações com Investidores e Inteligência de Mercado da empresa, Renato Lulia Jacob, confirma que outras informações podem ser encontradas nos sites de relações com investidores do Itaú Unibanco, da CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e da B3, a Bolsa de Valores brasileira.

Ata Sumária

Na Ata Sumária da Reunião do Conselho de Administração, publicada no último dia 25 de agosto, a empresa detalha que, além de aprovar a cisão parcial do Banco Itaucard, também foram aprovadas mudanças no quadro executivo da companhia.


Dessa forma, também foram propostas as eleições de Rubens Fogli Netto, Eric André Altafim,  Lineu Carlos Ferraz de Andrade e Mário Newton Nazareth Miguel para posições executivas da instituição financeira.

Itaú Day

Nesta quinta-feira, ainda, ocorreu o Itaú Day, que contou com a participação de executivos do banco. Durante as apresentações, eles afirmaram que as buscas por bancos digitais melhoraram as questões de concorrência no mercado brasileiro.

Segundo o copresidente do Conselho de Administração do Itaú Unibanco, Milton Maluhy Filho, “os novos concorrentes estão sendo cobrados pelo mercado a apresentar resultados, o que tornará a concorrência mais igual”.

Além disso, os palestrantes também confirmaram que, atualmente, a instituição financeira estuda a possibilidade de atuar com produtos financeiros dentro do Metaverso, tal qual tokens e certificados de operações bancárias totalmente digitais.

Para Pedro Moreira Salles, também copresidente do Conselho de Administração da empresa, a instituição bancária se protegia, até 2021, das mudanças na competitividade do mercado bancário brasileiro.

Pedro Moreira Salles, do Itaú Unibanco/Foto: Reprodução

Agora, no entanto, considerando um cenário equiparado entre as instituições bancárias tradicionais e bancos digitais, o executivo afirma que o Itaú Unibanco está preparado para “partir para o ataque”.

A área de cibersegurança também é objetificada pelo Itaú. Segundo o diretor de receitas do banco, Matias Granata, a companhia busca aumentar a segurança de seus ambientes sem “impactar” seus clientes.

Além de citar melhorias tecnológicas, o executivo também destaca a importância da comunicação com seus clientes. “A comunicação direta com o cliente para orientar também é um dos suportes da cibersegurança”, conclui Granata.

Publicidade

O melhor conteúdo de negócios e economia no Brasil, de graça para você.

Cadastre-se para ter acesso a este conteúdo, é totalmente de graça!

Ao se cadastrar, você concorda com o compartilhamento de seus dados com a Estoa, e com os Termos de Uso , incluindo o uso de cookies e o envio de comunicações