Itália considera imposto de 26% sobre criptomoedas

Publicidade

Publicidade

Em uma proposta incluída no orçamento da Itália para 2023, um imposto de 26% seria cobrado sobre ganhos de capital superiores a € 2.000 (US$ 2.062) obtidos com a negociação de criptomoedas.

Anteriormente, as criptomoedas eram tratadas da mesma forma que uma moeda estrangeira pelo regime tributário da Itália.

Publicidade

Isso ocorre depois que várias empresas globais de cripto priorizaram a expansão na Europa este ano.


Publicidade

A Bitpanda conseguiu recentemente uma licença de operação na Alemanha, acrescentando à sua lista de locais onde está registrada, que inclui a Itália.

Publicidade

Enquanto isso, a Binance se registrou como fornecedora de ativos digitais na França, Itália e Espanha.

No mês passado, a Gemini acrescentou cinco países à sua presença na Europa, anunciando ontem que também obteve aprovação regulatória na Itália e na Grécia.

Publicidade

Publicidade

Portugal já anunciou um imposto semelhante de 28% sobre os lucros obtidos com a venda de ativos digitais mantidos por menos de um ano, embora as criptomoedas, mantidas por um prazo mais longo, possam ser isentas de impostos.

Parte dos planos do governo italiano permitiria que os investidores em criptomoedas declarassem suas participações a partir de 1º de janeiro e obtivessem uma taxa mais baixa de 14%.

Publicidade

No início de 2022, as autoridades fiscais britânicas apreenderam NFTs pela primeira vez como parte de uma investigação sobre fraude fiscal e disseram que isso serviu de alerta para quem “pensa que pode usar criptoativos para esconder dinheiro do HMRC [Her Majesty’s Revenue and Customs] .”


Publicidade

Mais recentemente, a Costa Rica propôs eliminar quase todos os impostos sobre o Bitcoin em um esforço para atrair investidores estrangeiros e empresas de tecnologia.

Em outros lugares, o imposto da Índia sobre todas as transações cripto, que entrou em vigor no verão, levou muitas empresas domésticas a deixarem o país.

Nos EUA, as últimas diretrizes tributárias indicam que os contribuintes devem pagar imposto sobre ganhos de capital ao se desfazer de qualquer ativo digital, com NFTs, criptomoedas e stablecoins, todos enquadrados na mesma categoria.

*Com Criptonizando

Publicidade