Google começará a investir no setor tecnológico em países pelo mundo

Investimento na Austrália deve movimentar quantia milionária, nunca vista antes na Oceania

Publicidade

Publicidade

O Google anunciou que vai investir mais de US$740 milhões na Austrália nos próximos cinco anos, sendo o maior investimento em tecnologia dos Estados Unidos no país até hoje, uma das maiores ações financeiras já vistas em toda a Oceania.

A empresa diz que o dinheiro será usado para construir um centro de pesquisa, aumentar sua capacidade de computação em nuvem e financiar parcerias com organizações locais.

Publicidade

A mudança foi chamada de “Iniciativa do Futuro Digital” e deve criar mais 6.000 empregos diretos e apoiar 28.000 já existentes no total. “A Austrália pode ajudar a liderar a próxima onda mundial de inovação, aproveitando a tecnologia para melhorar vidas, criar empregos e fazer progresso”, afirmou o CEO do Google, Sundar Pichai, durante o lançamento da iniciativa em Sydney.

Também participando do evento, o primeiro-ministro australiano Scott Morrison deu as boas-vindas ao plano: “A decisão do Google traz grandes benefícios para as empresas australianas, pois nos envolvemos na recuperação econômica que temos diante de nós.”

Publicidade

O investimento fará com que a empresa realize parcerias com organizações locais, incluindo a agência científica da Austrália, a Organização de Pesquisa Científica e Industrial da Commonwealth (CSIRO). Importantes centros de dados da Oceania.

Publicidade

Australianos estão empolgados com a iniciativa do Google | Foto: Getty Images

Joshua Kennedy-White, da empresa de investimento cibernético DivisionX Global, classificou o anúncio do Google como uma “grande vitória” para a tecnologia australiana: “É preciso muito dinheiro para transformar uma ideia em inovação, o dinheiro inicial é o mais difícil de se conseguir. Se o Google cortasse cheques de US$250 mil para startups promissoras, eles poderiam financiar 4.000 novas empresas de tecnologia na Austrália”, afirmou.

A ideia do Google é a criação de um Vale do Silício do Hemisfério Sul,  a mudança marca outro grande impulso para as ambições em Sydney. A construção da Tech Central, um espaço multi bilionário no centro de Sydney, deve começar no próximo ano e deve ser concluída até 2026. Grandes empresas de tecnologia foram criticadas na Austrália nos últimos meses por não pagarem aos editores de notícias locais pelo conteúdo veiculado em suas plataformas. 

Publicidade

Publicidade

Durante audiências no parlamento australiano em janeiro, a diretora e gerente do Google na Austrália, Mel Silva, ameaçou bloquear seu mecanismo de busca no país para evitar pagar pelo conteúdo postado em seus sites.

Mel Silva, diretora do Google Austrália | Foto:Louie Douvis – The Sydney Morning

A Austrália se tornou o primeiro país do mundo a aprovar uma legislação exigindo que grandes empresas de tecnologia, incluindo Google e Facebook, paguem por conteúdo de notícias em suas plataformas. Também houveram apelos para reduzir o domínio do mecanismo de busca do Google no país.

Em outubro de 2021, o chefe do regulador de concorrência da Austrália pediu ao Google que instale uma “tela de escolha” nos smartphones, dando aos usuários a opção de escolher outro mecanismo de busca. Recentemente o Google atingiu a marca de 2 trilhões de dólares em valor de mercado.

Publicidade

Publicidade