Força do dólar se intensifica; bitcoin e ouro enfrentam nova pressão

Publicidade

Publicidade

O Bitcoin (BTC) atingiu seu mínimo diário na abertura de Wall Street nesta terça-feira (5 de julho). O motivo de tal pressão se dá, pois o dólar americano está vendo um grande aumento.

Dólar estabelece mais um recorde de 20 anos

Dados do TradingView mostraram que o par BTC/USD recuou para US$ 19.281 no Bitstamp.

Publicidade

O par havia visto ganhos de última hora na última segunda-feira (04), mas estes se reverteram quando o retorno das negociações de Wall Street foi acompanhado pela força do dólar.


Publicidade

O Bitcoin caiu US$ 1.000, enquanto o ouro à vista caiu mais de 2% e os mercados de ações dos EUA também caíram.

Publicidade

Ainda, vimos o S&P 500 cair 2,2% no momento da redação, enquanto o Nasdaq Composite Index perdeu 1,7%.

O índice do dólar americano (DXY), pelo contrário, atingiu 106,59, um nível não visto desde dezembro de 2002 e acima dos rompimentos anteriores do segundo trimestre deste ano.

Publicidade

Publicidade

Os analistas do Bitcoin esperaram por sinais de uma reversão de tendência para fornecer algum alívio aos mercados de criptomoedas.

“Euro atingindo níveis recordes, US$ 1,033 neste momento, visto pela última vez nos anos 2002-2003 e DXY, é claro, disparando como um foguete”, comentou Michaël van de Poppe, observando que o euro estava caminhando para a paridade do dólar.

Publicidade

Nos comentários da publicação, Caleb Franzen, analista de mercado sênior da Cubic Analytics, apontou como o DXY esclareceu o sentimento dos investidores sobre a saúde da economia.

“Na semana passada, os rendimentos caíram, mas o dólar continua subindo. Essa dinâmica prova que os investidores estão correndo para a segurança, com maiores temores de recessão”, dizia parte de um tweet.

Publicidade

Índice de medo e ganância atinge alta de 2 meses

Embora a volatilidade tenha voltado aos mercados de criptomoedas, o sentimento ainda não refletia o impacto de um dólar desenfreado.

O Índice de medo e ganância das criptomoedas ficou em 19/100 no dia, um indicativo de “medo extremo”, mas ainda assim sua leitura mais alta desde antes do desastre do Terra LUNA em maio.

Mediante a este cenário, muitas pessoas envolvidas no mercado falaram sobre o assunto. O gerente de investimentos ARK Invest revelou que ainda é “neutro a positivo” sobre BTC nas circunstâncias atuais.

Enquanto isso, analisando o sentimento do mercado futuro de Bitcoin, Edris, colaborador da plataforma de análise on-chain CryptoQuant, expressou cautela sobre tirar conclusões sobre qualquer forma de recuperação.

A relação compra/venda do comprador, que indica se os compradores ou vendedores estão no controle, teve algum alívio, mas o movimento deve ser tomado com uma pitada de sal, aponta Edris.


“No entanto, observe que pode ser apenas uma consolidação ou uma retração de alta antes de outra continuação mais baixa”, disse em um post no blog.

“Portanto, muitos outros fatores devem ser considerados de perto nas próximas semanas para determinar se uma reversão de alta ou outra armadilha de alta pode ser esperada”.

*Com Criptonizando

Publicidade