Elon Musk pode lançar novo celular para concorrer com o Iphone

Publicidade

Publicidade

Elon Musk, CEO da Tesla, SpaceX e Twitter, afirmou que desenvolverá um telefone alternativo se a Apple e o Google removerem o Twitter de suas lojas de aplicativos.

A usuária do Twitter, Liz Wheeler, sugeriu que Musk produzisse seu próprio smartphone se a Apple e o Google boicotarem o Twitter de suas lojas de aplicativos, acrescentando que “metade do país ficaria feliz em abandonar o iPhone e o Android”.

Publicidade


Ao que Musk respondeu:

Publicidade

“Eu certamente espero que não chegue a isso, mas, sim, se não houver outra escolha, farei um telefone alternativo”.

Publicidade

Os planos de Musk para o Twitter como uma plataforma de liberdade de expressão podem colocar a empresa de mídia social em conflito com a Apple e o Google.

A Apple App Store, a Google Play Store e até mesmo lojas de aplicativos menores, como a Amazon Appstore, têm regras destinadas a proteger os usuários, que podem entrar em conflito com as novas regras da mídia social.

Publicidade

Publicidade

A Apple disse em uma carta ao Congresso no ano passado que removeu mais de 30.000 aplicativos de sua loja por conteúdo censurável em 2020.

Em janeiro do ano passado, a Apple e o Google removeram o Parler, um aplicativo de mídia social com foco na liberdade de expressão, após a invasão do Capitólio em janeiro de 2021.

Publicidade

Muitos seguidores de Musk elogiaram a iniciativa:

“Eu compraria isso. Faça isso mesmo que o aplicativo permaneça.”

Publicidade

“Faça de qualquer maneira. Há um enorme mercado para uma alternativa ao Google e à Apple”.

“Se a Apple tentasse o tipo de ataque contra o Twitter que lançou com sucesso contra Parler, posso garantir a você, Elon Musk, que milhões de nós abandonaríamos sem hesitar nossos iPhones da Apple e mudaríamos para seu modelo alternativo.”


Um usuário compartilhou sua visão sobre a tecnologia:

“Previsão: um celular do Twitter conectado ao Starlink: sempre ligado, sempre conectado, em qualquer lugar [do] mundo. Capaz de comutações e pagamentos cripto, todos operados sob a Lei Espacial. Imagine blockchain + comunicações hospedadas em microservidores no espaço, fora do alcance dos governos terrestres.”

Além disso, o CEO da Tesla também reclamou do corte de 15% a 30% que a Apple e o Google obtêm das compras feitas dentro de aplicativos, o que poderia consumir a receita dos planos de Musk de US$ 8 por mês com as assinaturas de verificação do Twitter.

“As taxas da loja de aplicativos são obviamente muito altas devido ao duopólio iOS/Android. É um imposto oculto de 30% na Internet.”

*Com Criptonizando

Publicidade