Elon Musk ativa Starlink após internet cair na Ucrânia

Publicidade

Publicidade

Elon Musk, CEO de grandes empresas, como Tesla e SpaceX, revelou nas suas redes sociais a ativação dos satélites da Starlink para a Ucrânia, como forma de restabelecer a internet na região. 

A rede de internet via satélite é operada pela Spacex, fabricante aeroespacial e provedora de serviços de transporte espacial fundada e gerenciada por Musk.

Publicidade

A ativação do serviço tem grande impacto para o Bitcoin (BTC) em todo o mundo, uma vez que a internet é crucial para o funcionamento da rede.

O empresário também twittou que a empresa está enviando aos ucranianos os equipamentos necessários. 

Publicidade

Os satélites de baixa órbita da Starlink fornecem internet de banda larga de alta velocidade em todo o mundo, mas o acesso à rede requer a instalação de uma antena e um modem especial.

Publicidade

No início do sábado, o ministro da Transformação Digital da Ucrânia, Mykhailo Fedorov, foi ao Twitter para se dirigir diretamente a Musk.

“Elon Musk, enquanto você tenta colonizar Marte — a Rússia tenta ocupar a Ucrânia! Enquanto seus foguetes pousam com sucesso do espaço – foguetes russos atacam civis ucranianos! Pedimos que você forneça à Ucrânia estações da Starlink […]”.

Publicidade

Publicidade

“O serviço Starlink está agora ativo na Ucrânia. Mais terminais a caminho.”

Seguindo a ordem do presidente Putin, a Rússia lançou um ataque militar à Ucrânia em 24 de fevereiro. 

Publicidade

Desde então, as forças russas vêm avançando, cercando as principais cidades ucranianas. 

Autoridades, cidadãos e membros da comunidade de criptomoedas temem que as comunicações do país com o mundo possam ser afetadas. 

Publicidade

O monitor de internet Netblocks registrou “uma série de interrupções significativas no serviço de internet” desde o início das operações militares russas no país, informou a AFP. 

Embora a Starlink opere mais de 2.000 satélites, inicialmente não estava claro se os ucranianos seriam capazes de usar o serviço.

“Os terminais Starlink estão chegando à Ucrânia! Obrigado @elonmusk, obrigado a todos que apoiaram a Ucrânia!”  desse Fedorov após a reação de Musk. 

O funcionário do governo também expressou sua gratidão ao embaixador ucraniano nos EUA Oksana Markarova pelas “decisões rápidas relacionadas à autorização e certificação que nos permitiram ativar o Starlink”.

A Ucrânia, que estava prestes a regular os ativos digitais quando a ofensiva militar russa começou, também buscou assistência para seu esforço de defesa na forma de doações de criptomoedas. 

Uma das maiores ONGs envolvidas no apoio aos militares do país, a Come Back Alive, já recebeu milhões de dólares em bitcoin.

*Com Criptonizando.

Publicidade

O melhor conteúdo de negócios e economia no Brasil, de graça para você.

Cadastre-se para ter acesso a este conteúdo, é totalmente de graça!

Ao se cadastrar, você concorda com o compartilhamento de seus dados com a Estoa, e com os Termos de Uso , incluindo o uso de cookies e o envio de comunicações