Economia e viagem: Dicas de como viajar sem afetar o seu bolso

Não deixe de criar lembranças e experiências incríveis por falta de planejamento, veja como você pode viajar sem ter muitos gastos

Publicidade

Publicidade

Quando chega as férias, um feriado prolongado ou um recesso de fim ano a única coisa que você quer é mudar a rotina, sair do tédio e aproveitar momentos em lugares diferente, com a família, amigos ou até mesmo sozinhos, criar novas histórias ao lado de pessoas que amamos ou conhecendo novas pessoas ao longo do caminho e há uma forma de fazer isso, que é viajando.

Pode parecer complicado conseguir fazer essas viagens, mas há formas de fazer isso que é simplesmente se planejando financeiramente, em alguns casos, e isso vai depender claramente da sua renda mensal, você precisa se planejar financeiramente por um período de tempo maior ou um período de tempo menor, no entanto não significa que não pode ser feito, sem contar que com um planejamento financeiro a viagem fica mais organizada e proveitosa, então continue lendo e veja só como aproveitar.

Publicidade

1. Planeje de acordo com a sua realidade financeira

Antes esteja atento ao caminhar nesse processo de planejamento na sua mentalidade, estar ciente e conformado da sua realidade financeira, por isso comece sempre priorizando coisas necessárias em uma viagem, abdicar de algumas coisas talvez seja necessário, se o período de planejamento for maior a quantidade de abdicar de gastos na sua viagem serão menores.

Publicidade

Também se esforçar no planejamento é importante, assim como fazer uma reserva de emergência para começar a investir é necessário, e você pode conseguir uma grana extra com trabalhos informais e de freelancer para viagens é a mesma coisa, fazendo isso você consegue administrar com mais liberdade o uso do dinheiro na viagem, ou seja, ter um orçamento para usar no local, como passeios, alimentação ou hospedagem.

Publicidade

Viagem com objetivos em família | Fonte: Freesider

2. Defina os objetivos da viagem

Se você for viajar sozinho, defina o seu objetivo com a viagem e se você for viajar com amigos ou família defina o que fará com eles e o que cada um espera da viagem, dessa forma você consegue fazer as pesquisas e gastos referentes ao que cada pessoa espera, defina o que é possível fazer e o que é melhor deixar para uma próxima viagem, por exemplo, algumas coisas são legais de fazer, mas não necessárias, então colocar para um planejamento futuro possa ser mais válido financeiramente, pelo menos no momento.

Publicidade

Publicidade

Viajem de primeira classe | Fonte: Inovação e Tecnologia

3. Abdicar de Luxos

Ao fazer a viagem, muitas vezes é necessário abrir mão de chegar até o local com uma passagem aérea na classe executiva, é um gasto a mais e que não é necessário, pois a locomoção pode ser feita pela classe econômica, ou dependendo do local pode ser feito até mesmo por viagens de ônibus, que são mais baratas.

Publicidade

Vale lembrar que ficar atento nas pesquisas sobre o preço das passagens pode ser importante, as empresas aéreas e rodoviárias sempre tem promoções e descontos nas passagens para muitos lugares, por isso  é importante ficar atento nessa questão.

Hotéis avaliados com cinco estrelas também não é necessário, há muitos hotéis ou pousadas que oferecem aos hóspedes um bom serviço, com o básico necessário para passar os dias, sem contar que a ideia dessa viagem não é ficar apenas no hotel e sim aproveitar a cidade, por isso não vale a pena gastar com um hotel luxuoso se você não usar tudo o que ele oferece, usar o dinheiro para gastos que serão mais proveitosos é uma boa opção.

Publicidade

Esses são exemplos do que pode ser feito em uma viagem em que o orçamento esteja maior para a viagem, às vezes até mesmo ir para o mesmo destino, no entanto desfrutar mais dele, pode ser um plano futuro.

4. Pesquise bastante

Enquanto estiver nesse processo de planejamento, procure lugares em que esteja perto de onde você deseja conhecer, pontos turísticos e restaurantes, assim é possível que você não gaste com locomoção no local.

Procure também pontos turísticos que sejam gratuitos para conhecer, existem por exemplo cidades com praias em que não é necessário gastar para conhecer as praias, ou lugares históricos que estão abertos ao público.

Fazer um roteiro de lugares que deseja conhecer também é necessário, assim é possível que você tenha uma ideia aproximada dos gastos que terá no lugar e o quanto deve deixar preparado no seu orçamento.

5. Procurar a melhor época para a viagem

Em algumas épocas do ano, que são chamadas de alta e baixa temporada, os valores de passagens, estadias e alimentação podem oscilar.

Quando é um período de alta temporada significa que grande parte das pessoas viajarão naquele período e os preços sobem, e em baixa temporada os preços são menores, por isso muitas vezes vale mais a pena deixar as viagens para esses momentos.

É importante saber isso por ser um importante fator para a escolha do planejamento, afinal as férias e os feriados são os momentos que há oportunidade de um tempo livre, por isso muitas viagens são feitas em alta temporada, saber disso te prepara para um planejamento melhor e até mesmo com mais tempo para que a viagem atende as expectativas.

Publicidade