Dólar amplia alta com conflito Russia-Ucrânia e espera de reação do Ocidente

Publicidade

Publicidade

O dólar à vista volta a ampliar a alta a R$ 5,0885 (+1,65%) no mercado à vista há pouco, após bater máxima a R$ 5,0915. O dólar para março avançava 1,46%, a R$ 5,0875.

O mercado de câmbio precifica a ampliação da invasão da Rússia à Ucrânia nesta quinta-feira, afirma o estrategista Jefferson Laatus, do grupo Laatus.

Publicidade

Agora, segundo ele, os investidores aguardam anúncios de novas medidas de retaliação, como sanções econômicas mais duras e envio de tropas e armamentos para a região do leste europeu pelos aliados da Ucrânia.

Nesse ambiente de aversão a risco, os dados de desemprego da Pnad Contínua e outros indicadores previstos para hoje ficam em segundo plano, afirma o estrategista.

Publicidade

E declarações de vários dirigentes do Federal Reserve, e também de membros do BCE e Bando da Inglaterra, aguardados para hoje, se não forem cancelados, podem indicar manutenção das políticas monetárias acomodatícias diante da escalada da tensão geopolítica.

Publicidade

Por mais que o petróleo tenha ultrapassado os US$ 100, Laatus afirma que um cenário de guerra pode levar a economia global a desacelerar o ritmo de crescimento que vem mostrando, após superar os piores momentos da pandemia de covid-19.

*Com Estadão Conteúdo

Publicidade

Publicidade

Publicidade