Dinheiro: Invista apenas R$30,00

Veja como é possível investir no mínimo com R$30,00 e conseguir desfrutar de muita rentabilidade a longo prazo

Publicidade

Publicidade

Antes de entender como é possível investir com pouco dinheiro, é importante ter ideia de que investir é diferente de guardar o dinheiro, assim como também reservar o dinheiro.

Quando você guarda o dinheiro, está deixando parado, quando reserva ele, está colocando um propósito, que pode facilmente ser pensando em investir, ou seja, reservar o dinheiro é colocar uma função nele, de render e futuramente te entregar rentabilidade.

Publicidade

Saber isso leva a uma conclusão: para investir é necessário ter uma renda extra, ou um planejamento orçamentário mensal, afinal, se investe o dinheiro que sobra após  pagar todas as despesas do mês. 

Vale lembrar também que para investir é necessário que você não tenha dívidas, então antes de iniciar no mundo dos investimentos como uma aplicador, é necessário quitar suas  dívidas, mas isso não significa que você não pode aprender a investir e entender o mercado, pois isso poderá acrescentar em bagagem para quando começar a investir com segurança.

Publicidade

Fonte: Cointimes

CONHEÇA OS INVESTIMENTOS PARA INVESTIR R$30,00

Publicidade

Você deve ter  escutado a vida toda que não é possível investir com pouco e que para isso necessita ser rico, mas na verdade, quanto mais cedo e mesmo com pouco, você investir, mais dinheiro no futuro você terá.

E quanto mais uma pessoa rica demorar para começar, precisará investir mais de R$30,00 ao mês para ter a mesma quantia que você com anos de experiência em investimentos.

Publicidade

Publicidade

O risco nisso é você não conseguir nem ficar rico ao ponto de poder ter uma quantia alta de dinheiro para começar a investir.

Agora eu vou te mostrar quais são os melhores investimentos para você começar com pouco e terminar com muito.

Publicidade

Vale lembrar que você pode usar os seguintes investimentos para começar a investir, não é só por eles terem uma quantia acessível para começar, mas porque eles oferecem uma segurança muito alta em relação aos outros investimentos, ou seja, menos riscos e mais chances de realmente não sair no prejuízo. 

Veja abaixo os investimentos:

Publicidade

Fonte: Onze

Tesouro Selic

O Tesouro Selic é um título de investimento do Tesouro Direto, ou seja, é um título público e só por isso já se pode entender que é um título do governo.

Você aplica dinheiro nele e esse dinheiro vai para as responsabilidades e situações que o governo precisa lidar, mas após isso ele devolve de acordo com o tempo que você escolher para o seu investimento ficar ativo.

Esse investimento é de renda pós-fixada, isso significa que a taxa de juros que será devolvida a você será definida pela Taxa Selic de quando o seu investimento vencer, ou quando achar melhor resgatá-lo. 

Você pode resgatar o dinheiro quando quiser, ou seja, terá a oportunidade de decidir quando o seu dinheiro voltará para a sua conta bancaria. 

O melhor de tudo! Para começar a investir nele, que é muito mais rentável que a poupança, você precisa de no mínimo R$30,00 e mensalmente aplicar a quantidade que quiser, pode aumentar ou diminuir.

Também é importante saber que isso é bom e acessível, mas não significa que você não possa manter um planejamento para aumentar o capital investido, pois isso aumenta sua rentabilidade.

Fonte: Freepik

CDB – Certificado de Depósito Bancário 

Este investimento, também é de renda fixa, com um risco maior que o do Tesouro Direto, mas mesmo dessa forma é possível que você o faça sem correr muitos riscos.

Esse investimento é um título que os bancos emitem, é por meio dele que os bancos conseguem o dinheiro para fornecer empréstimos bancários. 

A questão do risco, é basicamente baseada na seguinte forma: quanto menos risco da instituição que emite um título de investimento ir à falência, mais seguro é  o investimento.

Então como o governo tem chances extremamente mínimas de quebrar e um banco tenha chances um pouco mais alta, o CDB se torna mais arriscado e por isso que nele tem o FGC – Fundo Garantidor de Crédito. 

O FGC é usado se o investidor, no caso você, não receber o retorno do seu investimento em caso do banco não ter como devolver esse dinheiro, esse fundo devolve com a quantia máxima de R$250,000.

A rentabilidade dele é definida também pela taxa selic, no entanto pode ser pré fixada, pós-fixada ou dessas duas formas, a híbrida. 

Não se esqueça também que é necessário declarar imposto de renda nesses dois investimentos, veja como:

Publicidade