“Descentralização é absolutamente necessária”, afirma criador da Cardano sobre FTX

Publicidade

Publicidade

O recente colapso da exchange de criptomoedas FTX destaca a “necessidade absoluta” de descentralização, de acordo com o fundador da Cardano, Charles Hoskinson.

Falando no Financial Times Crypto and Digital Assets Summit, Hoskinson disse que a indústria cripto “nunca foi tão forte em termos de suas ofertas para o mercado tradfi [finanças tradicionais] e para o mundo como um todo”, mas que colapsos recentes, como FTX demonstraram a necessidade de descentralização e prova de reservas.

Publicidade


“As falhas que estamos tendo não são falhas de protocolos, não são falhas de DeFi”, disse Hoskinson. “São falhas de confiança, são falhas de regulamentação, são falhas de pessoas.”

Publicidade

Ele acrescentou que essas falhas de confiança – tanto na indústria cripto quanto na indústria financeira tradicional – estão levando a uma mudança “de empresas e pessoas para protocolos”.

Publicidade

“As pessoas gostam de centralização, porque oferece consistência, eficiência e otimização”, disse Hoskinson.

“Mas então eles sempre sofrem as consequências disso em algum momento, porque as pessoas cometem erros ou as pessoas se corrompem. Vimos isso com FTX e vimos isso com Luna.”

Publicidade

Publicidade

Cardano

Hoskinson argumentou que sua própria criação, a Cardano, “superou seu fundador” e agora é descentralizada.

Ele apontou para estatísticas que, segundo ele, mostravam o quão descentralizado é o protocolo.

Publicidade

“Existem mais de três milhões de pessoas, 1.200 projetos em construção – mais de 100 lançados – 6 bilhões de ativos foram emitidos. A grande maioria dessa atividade não tem nada a ver comigo.”


Publicidade

Ele disse que, como parte de sua parceria com a Universidade de Edimburgo, o IOHK iniciou um laboratório que criará um índice para rastrear essas métricas de adoção e descentralização.

Eles incluem a dependência de um protocolo em entidades centrais, a distribuição de sua moeda e seu tesouro e o nível de descentralização do consenso.

“Todas essas são métricas objetivas”, explicou ele.

*Com Criptonizando

Publicidade