Declarações de Elon Musk fazem as ações do Twitter (TWTR34) caírem

A compra do Twitter por Elon Musk pode virar caso de segurança dos Estados Unidos

Publicidade

Publicidade

As ações do Twitter (TWTR34), caem em 4,54%, nesta sexta-feira (21), na bolsa de valores do setor de Tecnologia, Nasdaq. A empresa do microblog divulgará seus resultados do terceiro trimestre de 2022, no dia 24 de outubro. 

A média de projeções do Twitter, aponta para um lucro de U $0,01 por ação. Essas ações do Twitter chegaram a despencar em 16% na bolsa de valores dos Estados Unidos, nesta manhã. 

A venda do Twitter para Elon Musk 

Publicidade

Em uma matéria feita pela empresa de tecnologia, dados para o mercado financeiro e agência de notícias operacional, Bloomberg. Afirma que os empreendimentos de Elon Musk, podem ser analisados pela Lei de Segurança Nacional dos Estados Unidos, como as redes de satélites Starlink e SpaceX, além da compra do Twitter. 


Publicidade

O Bloomberg diz que, fontes familiarizadas com o assunto disseram que, as autoridades americanas ficaram desconfortáveis com as recentes declarações de Musk, sobre a guerra da Ucrânia.

Publicidade

Em algumas postagens no Twitter, Musk ameaça interromper os serviços da Starlink na Ucrânia, além de fazer declarações favoráveis ao presidente da Rússia, Vladimir Putin. 
Na matéria diz que, o  governo norte-americano está desconfiado dos planos de Musk em adquirir o Twitter, que o empresário estaria investindo na compra ao lado de um grupo de investidores estrangeiros, deste modo os negócios do bilionário poderiam até mesmo ser classificados como risco à  segurança nacional.

Imagem representando a compra de Elon Musk do Twitter/Foto: Getty Images

Elon Musk diz a investidores os seus planos com a compra do Twitter

O jornal norte-americano, Washington Post,  publicou uma matéria falando que, após efetuar a compra, Elon Musk tem intenção de reduzir o quadro de funcionários da empresa do microblog,  em 75%. A fonte por trás dessa informação são os investidores do próprio empresário, disse o jornal.   

Publicidade

Publicidade

Esses investidores, poderão participar da compra da rede social,  porém o plano de demissão do quadro de funcionários e a participação dos investidores na compra  do Twitter, não foram confirmadas ou desmentidas,  por Elon Musk.

O aplicativo do Twitter em um celular/Foto: Reprodução

A opinião dos analistas financeiros sobre os planos de Musk para o Twitter

Alguns  analistas financeiros apontam que, o plano de corte dos funcionários na rede social, são bem mais extremos do que qualquer plano que o Twitter já tenha realizado, apontando alguns prejuízos que o corte poderá causar à empresa do microblog.

Publicidade

Em outras declarações sobre a compra do Twitter, o empresário já havia afirmado que, planejava realizar uma demissão em massa na empresa do microblog, entretanto Musk nunca revelou a quantidade exata desse corte.  

O analista da Wedbush, Dan Ives disse à agência de notícias, Associated Press que, a redução no quadro de funcionários a 75 %, poderia indicar uma quantidade alta de caixa livre e lucratividade do Twitter. 

Publicidade


Dan Ives também disse que, para a empresa de microblog, o corte poderá gerar grandes prejuízos. “Uma redução tão drástica na força de trabalho provavelmente faria a empresa retroceder anos”, disse o analista. 

A preocupação dos analistas financeiros é que, os possíveis cortes feitos por Elon, apresenta uma grande possibilidade de prejudicar a rede social, atingindo os investimentos em moderação de conteúdo, como colocar em risco a segurança de dados da empresa do microblog.

Os analistas afirmam que, as reduções drásticas também podem deixar a plataforma mais vulnerável, como para conteúdos nocivos e spams. 

Por último, Dan Ives afirmou que, novos planos são atraentes quando investidores realizam um novo negócio, portanto revelou que não é uma surpresa, Musk planejar demissão na empresa do microblog.  

As  negociações entre o Twitter e Elon Musk, apontam que a compra da rede social feita pelo empresário, está prevista para acontecer ainda neste mês de outubro, mesmo com as especulações sobre o governo norte-americano estar interferindo na negociação da empresa do microblog.

Publicidade