CVM multa Alpes Corretora e ex-administrador em R$ 1,2 mi por falhas em serviços

Publicidade

Publicidade

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) condenou, nesta terça-feira, 22, a Alpes Corretora de Câmbio e o ex-administrador da corretora Reginaldo Alves dos Santos por falhas na prestação de serviços de intermediação e custódia de valores mobiliários. Eles terão que pagar, somados, multa de R$ 1,2 milhão para a autarquia.

O processo teve origem em reclamações de investidores, clientes da Alpes, que se queixaram sobre o processo de encerramento das atividades da corretora no mercado de ações a partir de dezembro de 2015. A Alpes encontra-se atualmente em liquidação extrajudicial, conforme detalha o processo administrativo sancionador.

Publicidade

Entre outras acusações, a Alpes teria realizado apropriação de proventos de ações e de saldos financeiros pertencentes a 34 clientes, nos dias 28 e 29 de janeiro de 2016 e 1º de março de 2016, mediante o registro de débitos em conta corrente a título de erro operacional. Santos foi acusado de falha no dever de dirigir as atividades. Os acusados não apresentaram defesa.

Em julho de 2017, o Banco Central decretou a liquidação extrajudicial da Alpes e determinou a indisponibilidade dos bens do controlador e ex-administrador da corretora, Reginaldo Alves dos Santos.

Publicidade

*Com Estadão Conteúdo

Publicidade

Publicidade

O melhor conteúdo de negócios e economia no Brasil, de graça para você.

Cadastre-se para ter acesso a este conteúdo, é totalmente de graça!

Ao se cadastrar, você concorda com o compartilhamento de seus dados com a Estoa, e com os Termos de Uso , incluindo o uso de cookies e o envio de comunicações