Curitiba estuda aceitar criptomoedas para pagamento de impostos

Publicidade

Publicidade

A cidade de Curitiba, no Brasil, agora estuda a possibilidade de aceitar pagamentos de impostos em criptomoedas.

Noemia Rocha, vereadora de Curitiba, apresentou este projeto ao executivo para estudar o método pelo qual o município poderia aceitar criptomoedas para esses pagamentos usando processadores de terceiros.

Publicidade

A proposta reconhece a aceitação das criptomoedas no Brasil e leva Curitiba, que é considerada um hub de tecnologia no país, a explorar essa possibilidade por suas características.


Publicidade

Sobre essa visão da funcionalidade da proposta, Rocha afirmou:

Publicidade

“As criptomoedas tornaram-se ativos financeiros de imensa popularidade na economia mundial e já são formas alternativas à ‘nacionalização da moeda’, como pode ser visto nas inúmeras operações realizadas por meio do ambiente virtual.”

Inspirado pelo Rio de Janeiro

A vereadora esclareceu ainda que esta proposta se inspira nos avanços que o Rio de Janeiro tem feito nessa área, já tendo anunciado que aceitará esse tipo de pagamento de tributos municipais em 2023.

Publicidade

Publicidade

Ela acredita que esta pode ser uma boa oportunidade de atualizar o sistema de pagamentos desses impostos para incluir esse novo tipo de moeda.

O projeto de lei, que será votado de forma simbólica nesta próxima semana, terá que ser analisado pelo prefeito de Curitiba.

Publicidade

No entanto, o executivo não tem obrigação de aprovar o projeto, pois ele é apresentado como sugestão.


Publicidade

Outras cidades também estão em processo de implementação da aceitação da criptomoeda para pagamento de impostos municipais.

Uma delas é Buenos Aires, que como parte de seu esforço de digitalização visa incluir esses pagamentos e um novo sistema de identificação baseado em blockchain para simplificar as formalidades que cada cidadão deve cumprir a cada ano.

No entanto, Mendoza, uma província argentina, está aceitando pagamentos de impostos em criptomoedas por meio de um provedor de pagamentos desde agosto.

As moedas atualmente aceitas são stablecoins como USDC, USDT e DAI.

*Com Criptonizando

Publicidade