Confira as 5 principais notícias que movimentam o mercado nesta terça-feira

PEC da Transição protocolada e multa bilionária à Meta são destaques

Publicidade

Publicidade

A manhã desta terça-feira (29), inicia com a repercussão das notícias de ontem, após o resultado positivo do Brasil no Catar, o governo eleito também obteve êxito e o relator do Orçamento, Marcelo Castro (MDB-PI) protocolou a PEC da Transição no Senado após muitas incertezas devido a falta de consenso com relação ao texto.

A proposta que teve o seu texto prévio entregue no dia 16 de novembro, só conseguiu ser protocolada agora pelas divergências com relação aos prazos e valores estabelecidos. Após as críticas sobre a retirada do Bolsa Família do teto de gastos de forma permanente, o texto final prevê agora apenas quatro anos.

Publicidade


Os pagamentos do benefício de R$ 600 e um acréscimo de R$ 150 por crianças de até seis anos, totalizarão cerca de R$ 175 bilhões, no entanto, ainda está previsto no texto outros R$ 23 bilhões que servirão para cobrir eventuais despesas extraordinárias.

Publicidade

2. PT anuncia apoio a reeleição de Arthur Lira

Nesta terça-feira é esperado que o PT anuncie o seu apoio à candidatura de Arthur Lira para a reeleição de presidente da Câmara. Além do partido do presidente eleito Lula, também devem apoiar Lira, o PSB, do vice-presidente Geraldo Alckmin e o PCdoB e PV, que formam coligação com o Partido dos Trabalhadores.

Publicidade

Após as eleições presidenciais no mês passado, Lira e Lula estreitaram os laços, o que já indicava um possível apoio do partido. Com isso, o PT muda a estratégia que adotou em 2015 quando não apoiou o então presidente da Câmara, Eduardo Cunha e decidiram lançar a candidatura de Arlindo Chinaglia. Meses depois, Cunha abriu processo de impeachment contra a ex-presidente Dilma Rousseff.

3. Fed dá sinais de que combate à inflação se estenderá até 2024

À espera da divulgação do PIB dos EUA que ocorrerá na próxima quinta-feira (1), o mercado americano vive sob a expectativa dos próximos passos que o país dará no combate à inflação. Nesta segunda-feira, o presidente do Federal Reserve de Nova York, John Williams, trouxe à tona a possibilidade de que os juros devem continuar sendo elevados até 2024.

Publicidade

Publicidade

A notícia de uma possível extensão no combate à inflação já vem impactando as bolsas americanas. No último fechamento, a maioria fechou em queda após as falas do presidente do Fed novaiorquino.

Confira as 5 principais notícias que movimentam o mercado nesta terça-feira
Quase um terço da renda familiar está sendo destinado ao pagamento de dívidas /Foto: megaflopp/iS

4. Gastos com dívidas ficam perto de um terço da renda familiar

De acordo com números divulgados pelo Banco Central nesta segunda-feira, os brasileiros estão gastando cada vez mais a sua renda familiar com o pagamento de dívidas. Em meio a alta da taxa de inadimplência, a fatia de 28,7% reservada mensalmente com esse intuito chegou ao seu maior nível desde 2005.

Publicidade

Esses números mostram que o crescimento econômico será mais restrito nos próximos meses pela baixa capacidade de consumo dos brasileiros. Segundo dados da Confederação Nacional do Comércio (CNC), dos R$ 113 bilhões que devem ser pagos de 13º agora em dezembro, cerca de 37,8% devem ser destinados ao pagamento de dívidas. 

5. Meta sofre multa bilionária por violação de privacidade

O início da semana chegou com um gosto amargo para a gigante de tecnologia Meta, controladora do Facebook e WhatsApp, a companhia recebeu uma multa de 265 milhões de euros (equivalente a R$ 1,4 bilhão) nesta segunda-feira em nome da União Europeia pela falta de proteção a dados de usuários.

Publicidade

As investigações da Comissão de Proteção de Dados (CPD) contra a empresa de Mark Zuckerberg haviam sido iniciadas ainda em abril de 2021, depois que foi tomado conhecimento sobre um ataque hacker que vazou mais de 530 milhões de dados de usuários em 2019.

Publicidade