Confira as 5 principais notícias que movimentam o Brasil e o mundo nesta segunda-feira

Diplomação de Lula e Alckmin e reta final para PEC estão entre os destaques

Publicidade

Publicidade

Entre as principais notícias desta segunda-feira (12) está a cerimônia de diplomação do presidente eleito Lula (PT) e do seu vice-presidente, Geraldo Alckmin (PSB). O evento realizado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em Brasília, marcará também o fim do processo eleitoral.

A cerimônia prevista no Código Eleitoral serve para comprovar a legitimidade das eleições e já faz parte do ritual de posse. O certificado que será entregue a eles atesta que ambos estão aptos para assumir os cargos no próximo ano.

Publicidade


Durante a diplomação que ocorrerá às 14h desta segunda, haverá um forte esquema de segurança com policiamento reforçado, barreiras de proteção, permitindo a passagem somente de servidores ou convidados e um esquadrão antibomba da Polícia Federal.

Publicidade

2. Anúncio de novas ministras

Logo após a diplomação, o presidente eleito Lula deve anunciar em coletiva o nome de mais alguns ministros do seu governo. Cobrado na última sexta-feira pela falta de diversidade nas primeiras escolhas, o petista deverá divulgar as primeiras mulheres que farão parte do governo.

Publicidade

Entre os ministérios que devem ter nomes anunciados entre hoje e amanhã estão os da Cultura, Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Meio Ambiente. Na Cultura, o nome dado como certo é o da cantora Margareth Menezes. Os nomes da governadora do Ceará Izolda Cela (sem partido) na Educação e o da presidente da Fiocruz, Nísia Trindade, na Saúde também devem ser anunciados.

Os cargos de Desenvolvimento Social e Meio Ambiente ainda estão em disputa. O primeiro deles tem Simone Tebet (MDB) como favorita, enquanto Marina Silva (REDE) e Izabela Teixeira (PT) disputam pelo Meio Ambiente.

Publicidade

Publicidade

3. Boletim Focus reduz projeção de inflação

Nesta segunda-feira mais uma edição do Boletim Focus foi divulgada pelo Banco Central, e com ela, novos dados com relação à inflação e PIB foram anunciados. O maior destaque ficou pela primeira redução da estimativa para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em seis semanas, na última segunda-feira a projeção era de 5,92% ao final de 2022 e agora 5,79%.

Já com relação ao Produto Interno Bruto (PIB), a projeção se manteve no mesmo patamar de 3,05% para 2022, enquanto em 2023 houve um aumento na estimativa de alta de 0,70% para 0,75%.

Publicidade

4. Reta final para PEC

Em momento decisivo de aprovação na Câmara, a PEC da Transição chega à última semana útil de 2022 antes do recesso de final de ano, sob a expectativa do texto ser aprovado. Caso não concluam os trâmites até sexta-feira (16), as mudanças no Orçamento não poderão ser feitas já para o início de 2023.

As discussões com o presidente da Câmara, Arthur Lira, para a aprovação da PEC devem ocorrer principalmente neste início da semana, para que haja um desfecho positivo até quarta-feira. Caso haja mudanças no texto, ele deverá voltar ao Senado.

Publicidade

5. Expectativa para última decisão do Fed em 2022

Na próxima quarta-feira, o Federal Reserve (Fed), anunciará a sua última decisão de 2022 para a taxa básica de juros. A expectativa para o anúncio do presidente do banco central norte-americano Jerome Powell dá conta de que em dezembro haverá novamente um aumento, mas dessa vez mais brando.

Com a possibilidade cada vez maior de que a alta de juros seja de 0,50%, chegando ao nível de 4,5%, cresce também a expectativa dos investidores com relação a 2023, para que seja discutido quando o ciclo de altas deve cessar.

Publicidade