Confira as 5 principais notícias do Brasil e do mundo nesta terça-feira

Agenda de Lula na Argentina e prévia da inflação estão entre os destaques

Publicidade

Publicidade

Entre as principais notícias desta terça-feira (24) está a participação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na sétima reunião da cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac), que acontecerá em Buenos Aires, na Argentina. Este será o segundo compromisso de Lula no país após ter se reunido nesta segunda com o presidente argentino, Alberto Fernández.

Durante o encontro dos chefes de estado, temas como a criação de uma moeda comum para fortalecer o comércio no Mercosul e a volta do financiamento de projetos de desenvolvimento e engenharia em países vizinhos por parte do BNDES foram discutidos. A agenda de Lula no país marca uma reaproximação entre os países após o distanciamento durante o governo Bolsonaro.

Publicidade


2. Preço da gasolina cai e volta a ficar abaixo dos R$ 5

De acordo com dados divulgados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) nesta segunda-feira, o preço médio do litro da gasolina que é vendido nos postos por todo o país recuou pela segunda semana seguida, registrando pela primeira vez no ano um valor abaixo dos R$ 5.

Publicidade

Depois de ter fechado 2022 com um preço médio de R$ 4,96, a gasolina comum teve o seu preço elevado para R$ 5,12 na primeira semana do ano. Durante a semana do dia 15 até 21, os valores médios para o diesel e etanol também foram reajustados para baixo nos postos.

Publicidade

3. Americanas pede mais tempo para divulgar lista de credores

Em meio a uma das maiores recuperações judiciais da história, que envolve R$ 43 bilhões em dívidas, distribuídas entre 16,3 mil credores, a Americanas se encontra no meio do turbilhão para conseguir efetuar os respectivos pagamentos. Antes disso, no entanto, a empresa ainda irá divulgar a lista com todos os credores, que majoritariamente deve ser composta por bancos.

Sob a alegação de que prazos processuais não podem ser iniciados ou encerrados fora dos dias úteis, a Americanas deseja que a Justiça do Rio de Janeiro estenda o período para a divulgação da lista que a princípio deveria ter ocorrido nesta segunda-feira.

Publicidade

Publicidade

4. IPCA-15 sobe mais que o esperado em janeiro

Nesta manhã, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou os dados com relação ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), considerado como a prévia da inflação oficial, medida pelo IPCA. Os números apontaram para uma alta de 0,55% do índice em janeiro. 

Com esse resultado, a prévia da inflação ficou acima do que era esperado pelo mercado. Havia um consenso entre analistas de que o IPCA-15 de janeiro ficaria na casa dos 0,52%. No acumulado dos últimos 12 meses, a variação do índice foi de 5,87%, ficando abaixo dos 5,90% em dezembro.

Publicidade

5. Ibovespa abre semana em queda de olho no cenário local

Nesta segunda o Ibovespa, principal índice da bolsa de valores, a B3, encerrou o pregão em queda pelo segundo dia consecutivo, fechando em -0,27% e caindo da casa dos 112 mil pontos, terminando o dia em 111.737 pontos. Nesta terça os investidores devem voltar os olhares para o cenário local em meio a divulgação do IPCA-15.

Outro fator que deve refletir no Ibovespa é a reunião da Celac na Argentina, que contará com a presença do presidente Lula. Mediante a possibilidade da criação de uma moeda comum com a Argentina, o mercado desaprovou mais uma vez as declarações do atual mandatário do país.

Publicidade

Publicidade