Confira as 5 principais notícias do Brasil e do mundo nesta sexta-feira

Temporada de balanços e reta final de eleições tem afetado o mercado

Publicidade

Publicidade

A manhã desta sexta-feira (28), começou agitada no exterior, entre as principais notícias do dia estão os últimos balanços divulgados por grandes empresas de tecnologia, como Apple e Amazon. No Brasil, a companhia aérea Gol também movimentou o mercado com os seus resultados.

1. Elon Musk compra Twitter e demite executivos

Nesta quinta-feira, o bilionário Elon Musk divulgou uma carta na sua conta pessoal do Twitter para informar sobre a conclusão da compra da rede social. O imbróglio que durou seis meses foi finalizado com Musk alegando que o negócio foi feito para garantir um futuro para a humanidade.

Publicidade


Com o objetivo de transformar o Twitter em uma empresa privada, Musk já começou a tomar as suas primeiras decisões como novo dono da plataforma. O CEO da Tesla promoveu uma série de demissões de executivos do primeiro escalão da rede social. Foram demitidos Parag Agrawal (presidente executivo), Ned Segal (chefe financeiro) e Vijaya Gadde (chefe do Departamento Jurídico).

Publicidade

2. Apple e Amazon movimentam mercado com balanços

Os resultados da Apple (AAPL) e da Amazon (AMZN) movimentaram o mercado nesta quinta-feira e provocaram uma queda de 1,08% do índice Nasdaq nos Estados Unidos. A Apple foi a única das gigantes de tecnologia norte-americana que aumentou o seu lucro no 3T22 com relação ao 3T21.

Publicidade

A empresa teve um lucro líquido de US$ 20,7 bilhões de julho a setembro deste ano, um aumento de cerca de 0,8% em relação ao mesmo período do ano passado. Porém, ainda assim as ações da empresa caíram cerca de 3% no fechamento do mercado na noite de ontem.

Por outro lado, a Amazon teve uma queda no lucro da companhia de cerca de 9% em comparação com 2021, somando US$ 2,9 bilhões. O resultado negativo somado a previsão fraca com relação às vendas fez com que os papéis da empresa caíssem 20% no aftermarket.

Publicidade

Publicidade

Confira as 5 principais notícias do Brasil e do mundo nesta sexta-feira
Big Techs despencaram em semana de resultados /Foto: Reprodução

3. Big Techs perdem US$ 1 trilhão em uma semana

Os resultados trimestrais das big techs (maiores empresas de tecnologia dos EUA) gerou um impacto grandioso no mercado, fazendo com que investidores ficassem assustados com o desempenho das companhias. No total, as big techs perderam cerca de US$ 1 trilhão de valor de mercado.

Empresas como Amazon, Microsoft, Apple, Meta e Alphabet que juntas somam um valor de mercado de cerca de US$ 6,25 trilhões, foram impactados com os resultados e previsões de receita e nesta quinta-feira após o fechamento do mercado totalizaram uma perda de US$ 954 bilhões. A maior responsável foi a Microsoft, que reduziu seu valor em cerca de US$ 243 bilhões.

Publicidade

4. Gol reduz prejuízo e tem receita recorde

A aérea Gol (GOLL4) divulgou o seu balanço do 3T22 nesta quinta-feira e os resultados vieram acima do esperado por analistas, o que fez com que as ações da empresa subissem durante o dia, chegando a disparar 8%.

Entre julho e setembro, a Gol registrou um prejuízo líquido de R$ 1,55 bilhão, valor 38,7% inferior do que o apresentado no mesmo período do ano passado, quando a aérea havia tido prejuízo de R$ 2,5 bilhões. Além disso, a receita operacional subiu 109,4% neste trimestre, saltando de R$ 1,9 bilhão no ano passado para R$ 4 bilhões no 3T22.

Publicidade

5. Ibovespa em reta final de eleições 

No último pregão antes do segundo turno das eleições presidenciais, a expectativa é de que o Ibovespa tenha o ritmo ditado pela volatilidade em meio a temporada de balanços que vem puxando o índice para baixo. Durante essa última semana de eleição, o Ibovespa fechou em queda por três dias consecutivos, depois de uma semana inteira de alta, porém nesta quinta-feira o cenário foi de alta de 1,66%.

No entanto, agora neste último dia útil antes do segundo turno, o índice começa o dia em queda, com um recuo de 0,29% às 10h05 a 114.306 pontos. A queda na semana já chega a um acúmulo de 5,97%.

Publicidade