Confira as 5 principais notícias do Brasil e do mundo nesta segunda-feira

Início do Fórum Econômico Mundial e crise da Americanas são destaques

Publicidade

Publicidade

Entre as principais notícias desta segunda-feira (16) está o início da 53ª edição do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça. O encontro que ocorre de maneira anual com líderes de diversos países do mundo contará com a presença dos ministros da Fazenda, Fernando Haddad, e do Meio Ambiente, Marina Silva, como representantes brasileiros.

Para este ano, se destacam entre os objetivos da presença brasileira no evento, a intenção de angariar investidores interessados no país e mostrar que este seria um investimento seguro. Além disso, a ministra do Meio Ambiente terá entre os seus temas de debate, a Amazônia, região que nos últimos anos gerou inúmeras preocupações externas.

Publicidade


2. Credores devem entrar em disputa judicial contra Americanas

Na última sexta-feira, a Americanas (AMER3) conseguiu na justiça uma medida cautelar que a protege contra uma possível penhora de bens para o pagamento da sua dívida bilionária e que foi agravada com a descoberta de inconsistências no balanço contábil da companhia. 

Publicidade

O primeiro banco a recorrer ao pagamento das dívidas por parte da varejista foi o BTG Pactual, que neste domingo entregou uma petição no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) contra a tutela. De acordo com o BTG, “a decisão dos juízes distorce por completo os limites e a finalidade do instituto da recuperação judicial, conferindo proteção legal, inclusive em caráter antecipado, a alguém que se tornou insolvente sponte propria por ter fraudado o mercado de crédito e o mercado de ações”.

Publicidade

3. Panorama do Ibovespa nesta semana

Depois de uma semana que terminou de maneira agitada após os escândalos envolvendo a Americanas (AMER3), o principal índice da bolsa de valores brasileira, o Ibovespa, deve ter uma semana mais tranquila, principalmente nestes primeiros dias em virtude do feriado de Martin Luther King nos Estados Unidos nesta segunda que reduzirá a liquidez no exterior.

Entre os acontecimentos que envolvem diretamente o Brasil estão os encontros em Davos, que deverão ganhar a atenção dos investidores nesta semana pela participação do ministro da Fazenda. No setor corporativo os investidores também ficarão atentos aos novos desdobramentos com relação à crise da Americanas e a sua batalha no mercado de crédito, que está só começando.

Publicidade

Publicidade

4. Focus aponta mais uma alta na inflação

Na manhã desta segunda-feira, o Banco Central divulgou mais uma edição do Boletim Focus. O documento que semanalmente traz novos dados com relação à situação econômica do país e os seus principais indicadores apontou pela terceira semana consecutiva para um novo aumento da inflação em 2023.

De acordo com o Focus, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) teve as suas estimativas aumentadas de 5,36% na última semana para 5,39%. Além do IPCA, o Focus também manteve as suas projeções para a Selic em 12,25% no final deste ano e reduziu as expectativas para o PIB mais uma vez, saindo de 0,78% para 0,77%.

Publicidade

5. Bolsas asiáticas têm forte alta com reabertura na China

Em meio a reabertura da China iniciada no final de 2022 após os inúmeros protestos contra a política de Covid Zero que permaneceu em vigência no país por quase três anos, os mercados asiáticos vêm aquecendo desde então e em sua maioria apresentam altas expressivas em 2023.

Nesta segunda-feira, as bolsas asiáticas fecharam em leve alta, puxadas principalmente pelo índice sul-coreano Kospi, que avançou 0,58%, pelo Xangai Composto que subiu 1,01% na China e pelo Hang Seng que subiu 0,04% em Hong Kong. Somente em 2023 a bolsa de Hong Kong acumula 10% de alta e a de Xangai, já avançou cerca de 7% nos primeiros dias do ano.

Publicidade

Publicidade