Confira as 5 principais notícias do Brasil e do mundo nesta segunda-feira

Protestos na China e chegada de Lula em Brasília são destaques

Publicidade

Publicidade

Nesta segunda-feira (28), em meio a mais uma semana de Copa do Mundo, o Brasil ainda repercute os números da Black Friday que ocorreu na última sexta-feira. O evento que é aguardado pelo varejo durante todo o ano, dessa vez ainda tinha um componente extra para impulsionar as vendas, no entanto, o cenário encontrado foi outro.

Desde 2010, quando passou a ser parte do calendário de compras, a Black Friday de 2022 trouxe os piores números com relação ao varejo online da sua história. A expectativa de bater o volume de vendas que houve em 2021 não se cumpriu nos principais dias do evento (quinta-feira e sexta-feira). As vendas caíram pela primeira vez e registraram um número 28% inferior do que no ano passado. 

Publicidade


2. Protestos contra Covid zero na China aumentam

Em meio a uma longa e restrita política de Covid zero, a China vive agora um cenário de descontentamento da população com a estratégia que vem sendo adotada pelo governo de Xi Jinping desde o começo da pandemia e isso tem feito com que protestos se espalhem por todo o país. O final de semana foi repleto destes movimentos até mesmo em universidades chinesas.

Publicidade

Os protestos contrários a política de Covid zero se intensificam no país, justamente em um momento em que a China começa a registrar números de casos mais expressivos, batendo recordes que não eram vistos há seis meses. O lockdown chinês tem refletido nas bolsas de valores asiáticas, que em sua maioria fecharam em queda nos últimos dias.

Publicidade

3. Chegada de Lula a Brasília pode destravar PEC

Com toda a expectativa para a mudança de governo, que será oficializada em pouco mais de um mês, vão se intensificando os movimentos da equipe de transição do governo Lula (PT) para garantir a aprovação da PEC da Transição, que garantirá o pagamento do Bolsa Família em 2023, fora do teto.

Confira as 5 principais notícias do Brasil e do mundo nesta segunda-feira
Lula foi à Brasília acompanhado de Fernando Haddad /Foto: Reprodução

No entanto, a proposta está parada em Brasília pela falta de consenso para negociar prazos e valores da PEC. As expectativas de um arranjo positivo até o final de novembro já vão ficando cada vez mais escassas, mas a chegada do presidente eleito Lula, na noite domingo, em Brasília, pode reverter este cenário. O petista chegou a capital federal acompanhado por Fernando Haddad, aumentando ainda mais os rumores de que ele será o escolhido para a Fazenda.

Publicidade

Publicidade

4. Focus traz novas expectativas para inflação e PIB

Nesta segunda-feira, o Banco Central divulgou mais um Boletim Focus com novas projeções dos principais indicadores macroeconômicos do país. Os destaques foram as altas da inflação e do PIB ainda em 2022.

O relatório mostrou que o mercado financeiro elevou a projeção para Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2022 mais uma vez, saindo dos 5,88% da semana passada, para 5,91%. Também houve aumento para 2023, de 5,01% para 5,02%. 

Publicidade

Já para o PIB, a projeção foi elevada de 2,80% para 2,81% em 2022 e mantida no mesmo patamar em 2023 e 2024, com 0,70% e 1,70%, respectivamente.

5. Expectativa para PIB dos EUA

Na semana seguinte a divulgação da ata do Comitê Federal de Mercado Aberto do Federal Reserve (FOMC), que mostrou detalhes do último aumento de juros nos Estados Unidos, mais alguns indicadores serão revelados, entre eles o PIB norte-americano que será divulgado na quinta-feira.

Publicidade

A expectativa do mercado para a decisão passa também por possíveis novas pistas que podem ser dadas pelo presidente do banco central dos EUA, Jerome Powell, que discursará nesta semana. A nova divulgação pode corroborar com as indicações da ata do FOMC para um aumento mais brando na taxa de juros na próxima reunião do Fed.

Publicidade