Renda fixa: entenda esta modalidade de investimento

Publicidade

Publicidade

Oi, Lenon aqui.

Com a alta desenfreada das taxas de juros, que chegou a incríveis 13,75% ao ano, os investimentos em renda fixa voltaram a ficar mais atraentes e caíram no gosto dos investidores, principalmente daqueles com características mais conservadoras onde o medo de perder dinheiro fala mais alto. 

Publicidade

Vale lembrar que o mercado é cíclico, e que até pouco tempo atrás só se falava em renda variável. Essa evasão dos investidores dos ativos de risco se torna comum em época de juros altos, eles evadem e a bolsa cai. Afinal, os juros estão para os ativos de renda variável, assim como a gravidade está para a matéria.


Publicidade

Mas afinal, o que é essa tal renda fixa?

De maneira bem simples, investimentos em renda fixa são aqueles mais procurados  por investidores que priorizam a segurança, devido a sua previsibilidade nos rendimentos. Também pode ser considerado como um empréstimo, pois você empresta dinheiro à uma instituição por uma taxa preestabelecida no momento da compra.

Publicidade

Existem inúmeros investimentos de renda fixa, mas aqui irei citar os mais conhecidos e de fácil entendimento para te ajudar. São eles:

1 – Títulos do tesouro direto

O tesouro direto é um programa feito pelo tesouro nacional com a intenção de democratizar o acesso aos títulos públicos, custando apenas R$30,00 o título. Funciona assim, você empresta dinheiro para o governo investir na saúde e educação, e ele te devolve com juros. Os três principais títulos do tesouro são o Tesouro Selic (indexado à taxa selic), Tesouro prefixado (com ou sem juros semestrais) e Tesouro IPCA+ (indexado à inflação com ou sem juros semestrais).

Publicidade

Publicidade

2 – CDB

CDB (Certificado de Depósito Bancário) é um título emitido pelo banco que possui inúmeras opções de rentabilidade. Recomenda-se que ele tenha no mínimo, a rentabilidade de 100% do CDI (Certificado de Depósito Interbancário) e que seja coberto pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito) no momento da compra.

3 – LCI e LCA

LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) são ainda mais interessantes, pois além de ter a segurança da renda fixa, os investimentos em LCI e LCA são isentos de imposto de renda.

Publicidade

Percebam que eu não citei a poupança, sim eu sei que é o investimento de renda fixa mais popular do Brasil, mas foi com o intuito de te afastar dela devido sua baixa rentabilidade, e honestamente, nem deveria ser considerada investimento. 

Espero de coração que esta breve escrita tenha te ajudado.

Publicidade

Não esqueça de me seguir no Instagram @professorlenon, se cuide.

-Lenon dos Santos

*As opiniões do colunista não refletem necessariamente a posição da Estoa.

Publicidade

O melhor conteúdo de negócios e economia no Brasil, de graça para você.

Cadastre-se para ter acesso a este conteúdo, é totalmente de graça!

Ao se cadastrar, você concorda com o compartilhamento de seus dados com a Estoa, e com os Termos de Uso , incluindo o uso de cookies e o envio de comunicações