Gerenciamento de risco no mundo dos investimentos

Arrisque um trade, mas NUNCA arrisque sua conta

Publicidade

Publicidade

A atuação na bolsa de valores vem acompanhada por riscos, assim como outro negócio qualquer. Nosso dia a dia envolve altos riscos e nossa natureza é a autopreservação. Estatisticamente, dirigir um carro é uma atividade altamente arriscada, mas seguimos utilizando nossos carros diariamente, os mais prudentes seguem as leis, dirigem com cautela e provavelmente passarão a vida inteira sem sofrer acidentes, mas também existem os imprudentes, que por mais habilidosos que sejam, certamente provocarão um acidente em algum momento. 

Em suma, operando com cautela sua vida e seus ganhos serão duradouros na bolsa, quem não for muito rígido na gestão de seus riscos verá seu patrimônio ser gravemente atingido.

Publicidade

Principais regras para estabelecer um bom gerenciamento de risco: 

1. Planeje seu trade e siga seu plano

A operação na bolsa é um negócio de probabilidades. O papel do trader é identificar as oportunidades onde a probabilidade está a seu favor e executar o trade sem hesitação. É fundamental seguir o trade até o final conforme planejado ou você sabotará seu trade system e consequentemente colocará a probabilidade contra você.  

Publicidade

2. Nunca opere sem Stop Loss (limite de perda)

A análise gráfica nos fornece todas informações necessárias para o planejamento de um trade. O mercado é soberano e o preço pode se comportar de maneira imprevisível. O Stop Loss existe para nos proteger dessa imprevisibilidade.

Publicidade

3. Sempre opere com a mesma exposição ao risco

Como operamos probabilidades, é fundamental que TODAS operações coloquem o mesmo valor em risco. Encontre um valor psicologicamente confortável e SEMPRE opere arriscando esse valor independente do ativo operado. Isso manterá a probabilidade a seu favor porque um bom trade system acerta 60% a 70% dos trades, mas você nunca saberá qual trade dará certo e qual dará errado. Caso você não padronize o valor do Stop, correrá o risco de ser mal sucedido em trades com stop maior do que os ganhos dos trades que você foi bem sucedido. 

Não deixe isso acontecer!

Publicidade

Publicidade

4. Nunca arrisque mais do que 3% do saldo em conta em um único trade

Não importa quanto dinheiro você tenha na conta da corretora, sem respeitar as regras de gerenciamento de risco, qualquer conta pode “quebrar”. 


Publicidade

NUNCA arrisque mais do que 3% do seu saldo em conta em um único trade. Se você tiver R$1.000 de saldo, o risco máximo de um trade deve ser R$30, se tiver R$10.000, será R$300 e assim por diante.

5. Nunca arrisque mais do que 10% do saldo em conta simultaneamente

Publicidade

Já entendemos os riscos de exposição acima, mas geralmente operamos mais de um trade simultaneamente e este também é um risco que deve ser gerenciado. 

Usualmente o mercado faz movimentos coordenados e isso significa que a maioria dos papéis acompanham os movimentos do Índice. Portanto, o limite de exposição simultânea é fundamental para o caso de uma virada repentina do mercado não impactar demasiadamente seu saldo em conta. 

6. Sempre opere com alvo maior do que o risco

Relembro que estamos em um negócio de probabilidades, portanto precisamos garantir que ela esteja SEMPRE a nosso favor. 

Não podemos garantir que o preço faça sempre o que planejamos em nossos trades, mas podemos garantir que nos trades onde o preço faça o que planejamos, o ganho seja maior do que a perda nos trades sem sucesso. 

A recomendação básica é que o alvo seja no mínimo 2 vezes a sua exposição ao risco, ou seja, se o seu Stop Loss é de R$100, seu alvo deve ser no mínimo R$200.

Agora você já entendeu a importância do gerenciamento de risco e aprendeu como definir suas regras.

Defina suas próprias regras, escreva detalhadamente e fixe em um local visível durante sua operação.

IMPORTANTE: RESPEITE SUAS PRÓPRIAS REGRAS!!!

-Fernando Modé

*As opiniões do colunista não refletem necessariamente a posição da Estoa.

Publicidade