Como a Taxa Selic influencia nos seus investimentos?

Descubra neste artigo tudo sobre a taxa básica de juros da Economia

Publicidade

Publicidade

Provavelmente você já deve ter ouvido falar em “taxa Selic”, mas você sabe o que significa e qual o poder que têm na economia como um todo? Se não, fica até o final deste texto.

O que é taxa Selic?

Primeiramente, a sua sigla significa Sistema Especial de Liquidação e Custódia, programa virtual no qual os títulos públicos federais são negociados diariamente por instituições financeiras.

Publicidade

É definida a cada 45 dias após a reunião do COPOM (Comitê de Política Monetária do Banco Central), podendo aumentar, diminuir ou manter-se estável. 


Publicidade

A Taxa Selic (taxa básica de juros da economia), rege e influencia as demais taxas do mercado, como as cobradas em empréstimos e financiamentos.

Publicidade

E qual é o valor da Taxa Selic hoje?

No momento em que este artigo está sendo publicado, a taxa Selic encontra-se em 13,75% ao ano, definida em 21/09/2022 pelo COPOM.

A próxima reunião será realizada nos dias 20 e 21 de outubro de 2022.

Publicidade

Publicidade

Reunião do CopomDivulgação da Ata
1 e 2 de fevereiro8 de fevereiro
15 e 16 de março22 de março
3 e 4 maio10 de maio
14 e 15 de junho21 de junho
2 e 3 de agosto9 de agosto
20 e 21 de setembro22 de setembro
25 e 26 de outubro01 de novembro
6 e 7 de dezembro13 de dezembro

O que significa Taxa Selic Over e Taxa Selic Meta?

– Taxa Selic Over é a taxa de juros praticada quando uma instituição financeira faz um empréstimo para outra e utiliza como garantia os títulos públicos adquiridos pelo Banco Central.

– Taxa Selic Meta é a taxa que estamos acostumados a ouvir: a taxa básica de juros da economia. Atenção: o artigo refere-se à Taxa Selic Meta!

Publicidade

Qual a importância da Taxa Selic?

O grande objetivo da nossa taxa básica de juros é assegurar a estabilidade da economia e controlar a inflação, pois qualquer alteração no valor da taxa Selic feita pelo Banco Central, acarretará diretamente em alta ou queda da inflação. 

Em resumo:

Publicidade

– Quando o Banco Central diminui a taxa Selic, ele tem como objetivo facilitar o acesso ao crédito, estimular o consumo e aquecer a economia, pois terá mais dinheiro circulando no mercado.

– Quando o Banco Central aumenta a taxa Selic, ele tem como objetivo dificultar o acesso ao crédito, desacelerar o consumo e a economia. Ou seja, impedirá a inflação de continuar aumentando.

Por fim, a taxa Selic serve como um indicador da situação econômica do nosso País.

De que forma a taxa Selic influencia nos investimentos?

Grosso modo, com taxa Selic alta, os investimentos de renda fixa se tornam mais atrativos, isso porque oferecem uma rentabilidade baseada em juros. 

Quais investimentos são afetados diretamente pelas mudanças da taxa Selic?

No geral, investimentos de renda fixa têm impacto imediato, como a caderneta de poupança, títulos públicos (tesouro Selic), CDBs, LCIs, LCAs.

Caderneta de poupança:

O rendimento dessa modalidade de investimento é atrelado à taxa Selic e compõe uma regra bem específica:

– Taxa Selic acima de 8,5% a.a: o rendimento da poupança é de 0,5% ao mês + TR (Taxa Referencial);

– Taxa Selic menor ou igual a 8,5% a.a.: o rendimento da poupança é de 70% da Selic + TR (Taxa Referencial).

No momento atual de taxa Selic a 13,75% ao ano, a rentabilidade da poupança se encaixa na primeira regra, com retorno bem inferior aos outros investimentos de renda fixa.

Tesouro Selic:

A rentabilidade desse título público é indexada à taxa Selic. Ou seja, seu retorno está diretamente relacionado ao valor dela.

Taxa Selic alta – rentabilidade do tesouro Selic: alta

Taxa Selic baixa – rentabilidade do tesouro Selic: baixa

Isso quer dizer que em momento de taxa Selic elevada, investir no tesouro Selic se torna uma boa opção.

CDBs, LCIs, LCAs:

Esses 3 investimentos da classe de ativos de renda fixa estão atrelados à taxa do CDI, que é diretamente impactada com as mudanças da taxa Selic.

Ou seja, se a taxa Selic aumenta, o CDI também aumenta.

O CDI é um dos indexadores mais utilizados em investimentos de renda fixa, incluindo CDBs, LCIs, LCAs.

E o que significa CDI?

CDI é a sigla para Certificado de Depósito Interbancário, empréstimos realizados entre bancos para encerrar o dia com o caixa positivo, conforme determinado pelo Banco Central.

Caso uma instituição feche o dia com saldo negativo, ou seja, mais dinheiro saindo do que entrando, será necessário solicitar um empréstimo para outro banco para cobrir a diferença e deixar o caixa do dia positivo.

Como qualquer outro empréstimo, será cobrada uma taxa de juros que, neste caso, é definida pela taxa do CDI.

Conclusão

É muito importante estar por dentro das variações dessa taxa tão importante para a nossa economia, pois além de impactar nas taxas de juros de qualquer empréstimo ou financiamento, sua variação está diretamente relacionada à rentabilidade de diversos investimentos.

Obrigada por ficar até o final e espero que tenha gostado!

-Gabriela Cabral

*As opiniões do colunista não refletem necessariamente a posição da Estoa.

Publicidade