Chegou a hora de investir em Fundos de Investimentos Imobiliários? 

Publicidade

Publicidade

Os Fundos de Investimentos Imobiliários são destinados às aplicações em ativos do mercado imobiliário, os recursos captados na venda de cotas poderão ser utilizados para aquisição de imóveis para diversos fins. 

Investir nessa classe de ativos é uma das melhores formas para quem quer obter renda extra mensal, renda passiva e investir em imóveis com menos dinheiro. Você não precisa ter o dinheiro para comprar o imóvel na sua totalidade, você pode adquirir um número de cotas que representa uma parte do imóvel. 

Publicidade

Existem diversas vantagens e desvantagens de investir em Fundos de Investimentos imobiliários: 

Vantagens:

Publicidade

  1. Liquidez: na grande maioria dos fundos, você consegue vender suas cotas no mesmo dia através da bolsa de valores. 
  2. Gestor/Administração: existe uma gestora e uma administradora dos imóveis. 
  3. Dividendos: você recebe proventos mensais livres de imposto de renda. Esses proventos variam de fundo para fundo. 
  4. Diversificação: existem diversos fundos imobiliários que possuem diversos ativos em seu portfólio. 
  5. Inflação: o valor do aluguel normalmente é reajustado pela inflação. 

Desvantagens: 

Publicidade

  1. Risco de inadimplência: pode o inquilino não honrar com o pagamento dos aluguéis. Por isso a importância de investir em fundos que possuem diversos ativos. 
  2. Risco de vacância: inquilinos podem deixar o imóvel. 
  3. Risco de liquidez: risco de converter o ativo em dinheiro. Por isso procure escolher fundos que tenham grande volume de negócios na bolsa de valores.

Relação entre a taxa de juros de longo prazo (di1f2029) e o índice de fundos de investimentos imobiliários (ifix). 

Muitos investidores acreditam que os Fundos de Investimentos Imobiliários apresentam correlação inversa com a taxa de juros de curto prazo , a taxa Selic que é determinada a cada 45 dias pelo Comitê de Política Monetária (Copom).

O que ocorre é que Fundos de Investimentos Imobiliários apresentam uma correlação inversa com os rendimentos das taxas de juros prefixadas de longo prazo.

Publicidade

Publicidade

Veja na figura abaixo: a linha amarela corresponde ao desempenho dos fundos imobiliários nos últimos 5 anos. 

A linha azul corresponde ao desempenho da taxa de juros longos com vencimento em 2029, ou seja, é a estimativa do mercado para o valor dos juros em 2029. Ela pode ser considerada como a taxa prefixada dos títulos públicos com vencimento em 2029. 

Publicidade

As duas classes de investimentos performam de forma divergente em determinadas fases do ciclo econômico, sendo que em alguns momentos é mais interessante alocar seus investimentos em imóveis e em outros momentos é mais interessante alocar seus investimentos em taxas de juros de longo prazo. De acordo com o gráfico, observa-se que um é o espelho do outro, quando a taxa de juros de longo prazo cai, o IFIX sobe. Importante observar que o preço e a renda que os imóveis proporcionam se comportam de maneira cíclica. 

Ass. Tiago Setti Fontana

Publicidade

*As opiniões do colunista não refletem necessariamente a posição da Estoa.

Publicidade