CDB: a modalidade que pode substituir a poupança no coração do brasileiro

Publicidade

Publicidade

O principal instrumento de “guardar dinheiro” usado pelos brasileiros pode estar com os dias contatos. Isso mesmo! A poupança que sempre esteve para o brasileiro como sinônimo de poupar pode está dando lugar ao CDB (Crédito de Depósito Bancário).

Mas afinal qual o motivo?

Iremos começar entendendo o investimento em CDB.

História do CDB

Publicidade

Ele foi regulamentado pelo artigo 30 da Lei Nº 4.728, de 14 de julho de 1965 (Lei do Mercado de Capitais). Entretanto os bancos só foram autorizados a emiti-los em 1966, através do Decreto-lei Nº 14, de 29 de julho de 196

Entendendo o investimento

Crédito de Depósito Bancário são títulos de dívida de renda fixa emitidos por instituições financeiras (leia-se bancos) para poderem financiar suas atividades. Ele possui 3 modalidades:

Publicidade

Pré fixado: Os juros recebidos são definidos no momento da aplicação, permitindo que o investidor saiba exatamente quanto irá receber até o vencimento;

Publicidade

Pós Fixado: Rentabilidade atrelada ao CDI e a taxa é definida no momento da aplicação;

Progressiva: A rentabilidade também está atrelada ao CDI, porém o tempo de aplicação irá definir o tamanho da taxa recebida.

Publicidade

Publicidade


O investimento em CDB é tributado pela tabela regressiva de imposto de renda conforme a atual regra:

Publicidade

Até 180 dias: 22,5% do Lucro Bruto (Montante Final – Montante Inicial)]

Até 360 dias: 20,0% do Lucro Bruto (Montante Final – Montante Inicial)]

Publicidade

Até 720 dias: 17,5% do Lucro Bruto (Montante Final – Montante Inicial)]

Acima de 720 dias: 15,0% do Lucro Bruto (Montante Final – Montante Inicial)]

Existe também o imposto de IOF, porém esse só para resgates com aplicações menores que 30 dias. Entre os 30 dias o valor será reduzido conforme tabela anexa da Portaria MF Nº 264, de 30 de junho de 1999.

Os títulos possuem vencimentos que podem variar de 30 dias a 5 anos, sendo no seu vencimento o montante e juros resgatados.

Vantagens e Desvantagens

A principal vantagem do CDB é a questão da sua rentabilidade, que sempre está próxima a Taxa SELIC, comparado a poupança que tem um limite para taxas Selic’s superiores a 8,5%.

O CDB também possui as mesmas vantagens da poupança, como liquidez e segurança.

A desvantagem do CDB é justamente o pagamento de Imposto de renda no resgate, isso gera um “tempo mínimo” para gerar mais rentabilidade do que a poupança em casos de taxas selic’s mais baixas no momento da aplicação.

Tabela de comparação CDB x Poupança

Aplicação em um CDB que paga 100% de um CDI (13,65% ao ano) e de uma poupança rendendo o valor máximo de 0,5% ao mês (Nova regra 2012). Exemplo com o valor de R$1000,00 e desconsiderando a data aniversário da poupança

MêsMontante CDBMontante PoupançaResgate Liquido CDBResgate Liquido Poupança
JaneiroR$   1.010,70R$         1.005,00R$        1.000,33R$          1.005,00
FevereiroR$   1.021,51R$         1.010,03R$        1.016,67R$          1.010,03
MarçoR$   1.032,44R$         1.015,08R$        1.025,14R$          1.015,08
AbrilR$   1.043,49R$         1.020,15R$        1.033,71R$          1.020,15
MaioR$   1.054,66R$         1.025,25R$        1.042,36R$          1.025,25
JunhoR$   1.065,94R$         1.030,38R$        1.051,11R$          1.030,38
JulhoR$   1.077,35R$         1.035,53R$        1.052,75R$          1.035,53
AgostoR$   1.088,88R$         1.040,71R$        1.061,88R$          1.040,71
SetembroR$   1.100,53R$         1.045,91R$        1.071,10R$          1.045,91
OutubroR$   1.112,30R$         1.051,14R$        1.080,42R$          1.051,14
NovembroR$   1.124,20R$         1.056,40R$        1.089,84R$          1.056,40
DezembroR$   1.136,23R$         1.061,68R$        1.099,36R$          1.061,68
JaneiroR$   1.148,39R$         1.066,99R$        1.112,39R$          1.066,99

Podem observar que a partir do 2º mês é muito mais viável investir em CDB do que em poupança.

Diferencial

Os CDB’s possuem rentabilidade diária sendo que algumas instituições remuneram com o dinheiro “parado” em conta corrente! Portanto, não perca mais tempo e comece a investir em CDBs o quanto antes.

Exemplo de CDB’s

Pré Fixado

O investidor sabe no final do prazo qual seria o valor líquido estimado de resgate.

Pós Fixado

Indexado ao CDI com taxa de 106% do que o CDI render, praticamente garantido rentabilidade real (Acima da inflação)

Conclusão

Conforme o Brasileiro for conhecimento mais de investimentos e as instituições incluindo a rentabilidade diária dos CDB’s com fácil contratação, a poupança será um investimento do passado.

-Wano Carvalho

*As opiniões do colunista não refletem necessariamente a posição da Estoa.

Publicidade