Brasil supera a marca de 12.000 declarações de criptomoedas por empresas pela primeira vez

Publicidade

Publicidade

Pela primeira vez, o número de CNPJs que enviaram declarações de Imposto de Renda sobre criptomoedas rompeu a marca de 12.000. De acordo com dados da Receita Federal, o número de declarações referentes a agosto atingiu 12.053.

É a primeira vez que o Brasil rompe a barreira de 12.000 CNPJs declarando operações com criptomoedas desde a criação da Instrução Normativa 1.888. Emitida em agosto de 2019, a IN 1.888 estabelece as regras que pessoas físicas e empresas devem seguir para declarar operações com criptomoedas no Brasil.

Número de CPFs e CNPJs que declararam operações com criptomoedas em agosto. Fonte: Receita Federal
Publicidade

Conforme as instruções da IN 1.888, as pessoas físicas e jurídicas precisam declarar as operações com criptomoedas que ultrapassem R$ 35.000 por mês. Portanto, os dados acima se referem ao período mensal – neste caso, a agosto de 2022.

Por outro lado, o número de pessoas físicas que declararam operações com criptomoedas caiu, em relação a julho. Mais especificamente, agosto registrou 36.274 operações a menos que no mês anterior, mas o número ficou acima de 1,3 milhão.

Publicidade

Valores negociados seguem em queda

Os valores negociados pelos brasileiros em agosto também caíram em todas as frentes na comparação com julho. Por exemplo, o total negociado por pessoas físicas em exchanges no exterior caiu de R$ 101 milhões em julho para R$ 81,6 milhões em agosto.

Publicidade

Já o total negociado sem exchanges, que foi de R$ 25,9 milhões em julho, caiu mais de 50% e chegou em apenas R$ 11,8 milhões em agosto. Os volumes de PJ também caíram nesta modalidade, de R$ 3,3 milhões para R$ 2,4 milhões.


Publicidade

Publicidade

A porcentagem de mulheres que realizaram operações com criptomoedas cresceu levemente, saindo de 18,53% do público para 18,92%. No entanto, a participação feminina no volume caiu de 14,81% em julho para 13,39% em agosto. Ou seja, as mulheres fizeram mais operações, só que com menos dinheiro.

Forte queda nos volumes de BTC

Porém, o que chama a atenção no relatório da Receita é o Relatório nº 4, que mostra os volumes por tipo de criptoativos. No campo “Bitcoin (BTC)”, os dados mostram queda nas operações entre julho e agosto, além de valores irrisórios em setembro.

Publicidade

No total, o Brasil registrou 2.113.945 operações declaradas em agosto, contra 2.918.917 realizadas em julho. As operações movimentaram R$ 1,42 bilhão em agosto, uma queda em relação aos R$ 1,77 bilhão de julho, mas o valor médio de operação cresceu, saindo de R$ 609,74 para R$ 674,62.

Publicidade