Bolsa de Valores na Europa fecha com queda antes da reunião do Fed

Apesar da baixa em ações no mercado europeu, alguns investidores se mantêm calmos em relação a coletiva de Jerome Powell

Publicidade

Publicidade

A Bolsa de Valores Europeia fechou com queda na compra de ações nesta quarta-feira (14), antes da reunião do Federal Reserve (Fed), organizada pelo Banco Central dos Estados Unidos. De acordo com a ONS será discutido os dados de inflação do Reino Unido, assim como também a produção da zona do ouro.

De acordo com o monitor de juros do CME Group, quase 80% do mercado financeiro esperam que o Fed apresente uma alta de 50 pontos-base nos juros. Portanto, o Fed teria que desacelerar o ritmo do aperto monetário, que teve quatro altas seguidas de 75 pontos-base. 

Publicidade


Bolsa de Valores na Europa 

A Bolsa de Valores em Londres (FTSE 100) fechou com uma queda de 0,09%, o equivalente a 7.496,47 pontos. Já em Paris (CAC 40), a Bolsa de Valores apresentou uma queda de 0,21%, o total de 6.730,79 pontos. No  FTSE MIB, em Milão, fechou com perdas de 0,28%, de 24.568,96 pontos, entretanto, no  índice Ibex 35 de Madri avançou 0,41%, o equivalente a 8.362,07 pontos.

Publicidade

Em Frankfurt, o índice DAX teve uma queda de 0,26%, o total de 14.460,20 pontos. Em Lisboa (PSI 20), a Bolsa de Valores, apresentou uma baixa de 0,10%, o equivalente a 5.787,35 pontos. 

Publicidade

De acordo com uma análise feita pela CMC Markets, os investidores parecem calmos em relação à coletiva do presidente do Banco Central dos Estados Unidos, Jerome Powell.

BCE deve elevar os juros básicos da zona do euro Créditos: Reprodução

Instituições 

“Há uma preocupação de que Powell possa fazer uma declaração dura destinada a afastar as expectativas do mercado de um abrandamento iminente da posição do Fed, em uma tentativa de redefinir o otimismo do mercado”, afirma a CMC Markets. 

Publicidade

Publicidade

O Banco Central Europeu (BCE) disse que a instituição pode divulgar os resultados sobre os juros amanhã (15).  Os analistas do sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado disseram que o BCE deve elevar os juros básicos da zona do euro em  50 pontos-base (pb).

Já os economistas do país afirmaram que a diminuição do ritmo da moeda não deve ser vista como uma mudança por parte do BC europeu, já que o aumento de 75 pb não será descartado pela instituição.

Publicidade

De acordo com a agência oficial de estatísticas da União Europeia, a Eurostat, a produção industrial da zona do euro apresentou uma queda maior do que a esperada pelos analistas, em outubro deste ano. 

A Capital Economics disse que, embora a produção tenha se mantido melhor do que esperado após o resultado do terceiro trimestre, no qual apresentou uma queda, com o cenário atual da economia europeia, que pode entrar em uma recessão, a estimativa é que ainda há possibilidades de apresentar novas quedas.

Publicidade


Na manhã desta quarta-feira, o órgão de estatísticas do Reino Unido, anunciou que a inflação ao consumidor (CPI) do Reino Unido desacelerou em novembro, abaixo da estimativa feita pelos analistas do The Wall Street Journal.

Por mais que a Bolsa de Valores em Londres tenha apresentado uma queda no fechamento, os papéis do BT Group (LON:BT), apresentam um destaque nas ações, com uma alta de 2,46% na Bolsa de Londres após a Nokia anunciar expansão de sua parceria com o grupo.

Um dos principais fatores que vem afetando a economia na europa é o aumento da inflação, o que pode levar o Reino Unido a sofrer uma recessão, devido ao aumento dos preços da energia e dos preços dos alimentos.

A reunião do Fed se inicia hoje (14) às 16:00 (horário de Brasília). Após a reunião Jerome Powell participará de uma coletiva de imprensa às 16:30 (horário de Brasília).

Publicidade