Bitcoin sobe 1,6% e mercado continua acumulando. SOL sobe 7%; Ethereum sobe 3%; BNB sobe 2%

Publicidade

Publicidade

A quarta-feira (2) começou com um esfriamento da alta do mercado cripto. Após subidas recordes, o Bitcoin, Ethereum e outras criptomoedas, começaram o dia com altas marginais.

Nas últimas 24 horas, o Bitcoin subiu apenas 1,6%. De acordo com a CoinGecko, a maior criptomoeda do mercado estava sendo vendida por US$ 44.210 às 8h de hoje. A alta acumulada na semana chega a 15%.

Publicidade

A Ethereum, segunda maior criptomoeda, subiu 3,7% desde ontem. O preço atual da ETH é de US$ 3.007, cerca de 13% maior que na semana passada.

Além disso, outras criptomoedas também continuaram a dar lucros. De acordo com a CoinGecko, moedas como BNB, Solana, Terra, Avalanche e Polkadot continuam a subir.

Publicidade

A BNB, criptomoeda da exchange Binance, subiu cerca de 2% em 24 horas. O preço atual da moeda é de US$ 413. A XRP subiu 1,3% para US$ 0,77.

Publicidade

A criptomoeda LUNA, da blockchain Terra, subiu apenas 0,7% em 24 horas. O preço atual da LUNA é de US$ 93,21. Enquanto isso, Solana continua a subir. De ontem para hoje, a SOL já subiu cerca de 7,5% para US$ 104.

As moedas Cardano, Avalanche e Polkadot subiram cerca de 1% cada uma. As moedas meme Dogecoin e Shiba Inu subiram 2,4% e 3,4%, respectivamente.

Publicidade

Publicidade

O valor do mercado global de criptomoedas é de US$ 1,93 trilhão, um aumento de 1,10% em relação ao último dia, de acordo com a CoinMarketCap. O volume total do mercado de criptomoedas nas últimas 24 horas é de US$ 104,67 bilhões, uma queda de 4,05%.

Estados Unidos poderá colocar criptomoedas sobre vigilância, afirma laboratório

Um dos think-tanks liberais mais influentes de Washington, o Center for American Progress (CAP), disse na terça-feira que os reguladores dos EUA podem usar amplamente as leis existentes para colocar ativos digitais como criptomoedas sob sua supervisão sem nova legislação do Congresso.

Publicidade

Agências como a Securities and Exchange Commission (SEC) e a Commodity Futures Trading Commission (CFTC) podem usar o relatório CAP para informar suas decisões sobre como governar criptomoedas, informou a Reuters.

Os reguladores ainda não determinaram a melhor forma de regular as criptomoedas, em particular as chamadas “stablecoins”, cujos criadores dizem que atrelaram seus valores ao dólar e outras moedas fiduciárias. O Departamento do Tesouro dos EUA chutou a questão para o Congresso em um relatório no ano passado.

Publicidade

O think-tank disse que seria útil para o Congresso abordar as lacunas na atual estrutura regulatória, como a criação de regras para commodities criptográficas. Mas alertou que uma nova e distinta estrutura regulatória para cripto poderia inadvertidamente enfraquecer a supervisão e criar arbitragem regulatória.

Publicidade

O melhor conteúdo de negócios e economia no Brasil, de graça para você.

Cadastre-se para ter acesso a este conteúdo, é totalmente de graça!

Ao se cadastrar, você concorda com o compartilhamento de seus dados com a Estoa, e com os Termos de Uso , incluindo o uso de cookies e o envio de comunicações