Binance apresenta falhas de compliance e está na mira das autoridades norte-americanas

Agência de notícias Reuters afirma em reportagem que Binance possui programa que facilita lavagem de dinheiro

Publicidade

Publicidade

Em uma reportagem divulgada nesta segunda-feira (17), a agência de notícias Reuters, revela que a corretora de criptomoedas Binance possui um programa de compliance fraco, que facilita a lavagem de dinheiro, fazendo com que os reguladores não fiscalizem a exchange.   

A Reuters entrevistou 30 ex-funcionários, avaliou e-mail e documentos da Binance entre 2017 e 2022, para divulgar as informações sobre as falhas na compliance. O CEO da corretora de criptomoedas,  Changpeng Zhao, disse em um comunicado enviado à imprensa, que  a reportagem é tendenciosa e baseada em fontes anônimas.  

Publicidade


Binance nos Estados Unidos

Em 2017, a Binance abriu uma nova exchange nos Estados Unidos, a Binance U.S. Na época, uma matéria divulgou que o objetivo central era desviar a atenção das autoridades do país da plataforma principal, na China. 

Publicidade

Os requisitos exigidos pela sede oficial da Binance, era que a corretora norte-americana tinha que abrir contas para evitar o uso de criptomoedas em lavagem de dinheiro. No entanto, a Binance US não cumpriu esses requisitos,  chamando a atenção do Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

Publicidade

Logo da Reuters/Foto: Variety

A reportagem da Reuters sobre a lavagem de dinheiro da Binance US

Na reportagem, a Reuters cita um plano que deveria ter sido utilizado para  montar a corretora de criptomoedas norte-americana, nomeado de “Tai Chi”. O documento que apresenta o plano, consiste em um powerpoint com dicas para a criação e gestão do negócio.  Changpeng Zhao, falou que esse plano nunca foi colocado em prática. 

A agência de notícias cita também, que algo semelhante aconteceu na filial da Inglaterra, onde a agência principal da Binance tentou evitar uma revisão. Entretanto, a FCA (Financial Conduct Authority), órgão financeiro do Reino Unido, avisou que a exchange de criptomoedas não possui permissão para exercer serviços regulamentados.    

Publicidade

Publicidade

Além de acusar a  exchange de criptomoedas de cometer lavagem de dinheiro, a Reuters questionou o fato de a Binance adotar uma política de sigilo e não revelar o endereço de sua localização.  

A Binance pede aos funcionários que não forneçam informações sobre o local onde moram, evitando que informações pessoais possam prejudicar a empresa e os funcionários. 

Publicidade

Por último, a Reuters afirma que, devido ao fraco compliance, a corretora de criptomoedas permitiu que hackers, traficantes e golpistas, levassem cerca de 2,35 bilhões de dólares de seu sistema.

O comunicado do Changpeng Zhao sobre a matéria

Em um comunicado à imprensa, o CEO da empresa de criptomoedas afirma que o mercado de cripto cresce em um ritmo rápido, que as empresa do setor enfrentam problemas complexos, e defende a filial norte- americana, dizendo que foi a primeira a realizar  o KYC, uma sigla usada para expressar o termo, “Conheça o seu cliente”. 

Publicidade

Zhao, disse em seu comunicado: “Temos trabalhado lado a lado com reguladores de todo o mundo para reestruturar nossa organização e atualizar nossos sistemas”. O CEO também afirma que existem muitos boatos sobre as criptomoedas serem uma ferramenta para criminosos.  


Sobre a localização da empresa, Changpeng Zhao disse que ele e a equipe precisam ser mais  cuidadosos ao divulgar os locais dos escritórios, por esse motivo ele pede sigilo aos funcionários, reforçando que devem usar itens da Binance como forma de proteção. 

Em um trecho da matéria, a Reuters cita acontecimentos da vida pessoal de Zhao, e ele diz: “Meus filhos não são do interesse público e estes repórteres estariam conscientemente colocando-os em perigo ao publicar informações sobre eles. Isto denota falta de princípios e é intolerável”.

Por último, Changpeng Zhao, diz que a matéria da Reuters não passa de especulações falsas sobre a empresa e o mercado de criptomoedas. Algo muito comum neste meio de investimento. CZ, encerra dizendo:  “Ainda indicaria que a Binance é uma das instituições financeiras mais eficazes em manter fundos ilícitos fora de sua plataforma”.

Publicidade