Bancos divulgam lucros do terceiro trimestre de 2021

Instituições financeiras obtiveram lucros na casa dos bilhões e superaram recebimento de 2020

Publicidade

Publicidade

O ano de 2021 foi de recuperação financeira para as principais instituições financeiras do Brasil, os bancos, na qual movimentam 75% de todo o dinheiro da população tradicional. Cada banco tem como obrigação firmada por lei em divulgar ao Banco Central do Brasil os seus rendimentos anuais, mas esta informação não tem obrigatoriedade de ser pública.  

No terceiro trimestre, o retorno sobre o patrimônio líquido, um indicador da lucratividade dos bancos, foi de 18,6%. O desempenho é melhor do que o apurado nos três meses anteriores (17,6%) e na comparação com o período de julho a setembro de 2020 (15,2%).

Publicidade

Os primeiros bancos a divulgarem o lucro do terceiro trimestre foram o Itaú e o Santander. O banco brasiliero Itaú Unibanco SA teve uma alta de 34,8% no lucro do terceiro trimestre em relação ao ano anterior, em totais líquidos o Itaú teve lucro de R$ 6,779 bilhões, o indicador de lucratividade foi de 19,7% no trimestre, contra 15,7%.

A carteira de crédito do banco cresceu 5,9% no trimestre e 13,6% em cerca de 12 meses, as principais fontes foram: financiamentos de veículos e cartões de crédito.O índice de inadimplência dos empréstimos de 90 dias subiu de 2,3% para 2,6% na comparação sequencial e as receitas com tarifas cresceram 6,4%. 

Publicidade

Agência do Bradesco em na região central de São paulo | Foto: Eduardo Frazão – Exame

O Banco Bradesco teve um lucro líquido de R$ 6,648 bilhões no terceiro trimestre de 2021, um crescimento de 58,5% em comparação com 2020 no mesmo período do ano. O total no ano anterior foi de R$ 4,194 bilhões.O banco brasileiro superou a estimativa de R$ 6,469 bilhões.

Publicidade

A carteira de crédito expandida do banco somou R$ 773,3 bilhões no terceiro trimestre, um avanço de 6,5% em valor de R$ 726,4 bilhões e de 16,4% em 12 meses com R$ 664,4 bilhões. A taxa de inadimplência ficou em 2,6% no trimestre, aumento de 0,1 ponto percentual na comparação em relação ao mesmo período de 2020.

Já o lucro líquido recorrente, somou R$ 6,767 bilhões de julho a setembro, com alta de 34,5% em relação a 2020, totalizando R$ 5,031 bilhões, um crescimento de 7,1% R$ 6,319 bilhões.

Publicidade

Publicidade

Gráfico de crescimento do Bradesco em trimestre | Reprodução: Bradesco

O banco Santander foi o que mais teve financiamentos de veículos e aberturas de contas em 2021, um dos que mais investiu em publicidade também, mas teve lucros modestos e abaixo da estimativa para o ano, registrando lucro líquido  de R$ 4,272 bilhões no terceiro trimestre. 

Havendo uma alta de 12,1% na comparação com 2020 no mesmo período, quando lucrou R$ 3,811 bilhões e de 4,1% em relação ao segundo trimestre desde ano R$ 4,103 bilhões. O lucro gerencial foi de R$ 4,340 bilhões, uma alta de 12,5%.

Publicidade

Em comparação ao segundo trimestre, o lucro foi 4,1% maior, o Banco aprovou a distribuição de R$ 3 bilhões em dividendos aos acionistas, em relação ao 3º trimestre do ano passado (R$ 3,859 bilhões e de 4,1% em comparação com trimestre imediatamente anterior R$ 4,171 bilhões.

A carteira de crédito do banco, totalizou R$ 450,2 bilhões, crescendo 13,3% no ano. 
Em soma, os rendimentos dos bancos privados e públicos como Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, somam um valor aproximado de R$ 60 bilhões ao ano e apenas para o terceiro trimestre de 2021, um valor aproximado de R$ 20 bilhões, segundo informações divulgadas pela Febraban. Foi divulgado este ano que os bancos escolherão seus horários de funcionamento.

Publicidade

Publicidade