Ambipar (AMBP3) e Minerva (BEEF3) unem-se para criação de projetos de carbono

Unidas, as duas empresas pretendem criar uma joint venture e desenvolverem projetos de carbono na cadeia do agronegócio

Publicidade

Publicidade

Nesta segunda-feira (28), foi anunciado pela Ambipar (AMBP3) a celebração de um Memorando de Entendimentos com a Minerva (BEEF3), através da sua subsidiária Biofílica Ambipar Environment, para estabelecer condições e alguns termos para a criação de uma joint venture

O desenvolvimento da joint venture está em linha com a estratégia de sustentabilidade da Ambipar, e buscam por uma cadeia pecuária de baixa emissão de carbono, de acordo com fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). 

Publicidade

Com exceção do Brasil e Peru, pretendem desenvolver projetos de carbono na cadeia do agronegócio na América do Sul. 

A Biofílica Ambipar Environment e a Minerva, por meio da constituição da joint venture, vão atuar na análise e implementação de projetos de carbono nas propriedades atreladas à cadeia de fornecedores da Minerva. 

Publicidade


Publicidade

O documento diz que a “adoção de práticas aprimoradas de manejo para a intensificação sustentável na produção agropecuária” é o foco principal. Além disso, projetos como preservação das áreas excedentes de reserva legal, iniciativas  de reflorestamento e REDD+, também estão presentes no acordo. 

Créditos de carbono e/ou reduções verificadas de emissão (RVEs) são resultados gerados dos projetos a serem desenvolvidos com a cadeia de fornecedores da Minerva. 

Publicidade

Publicidade

Esses projetos, segundo a Ambipar, poderão ser comercializados em mercados apropriados, e até mesmo junto à própria base de clientes da companhia. 

Ambipar (AMBP3) e Minerva (BEEF3) unem-se para criação de projetos de carbono
Funcionários trabalhando na empresa Minerva/Fonte: Reprodução

Minerva (BEEF3) 

A Minerva Foods é uma empresa que produz e comercializa carne in natura. Além da produção e comercialização, ela também exporta gado vivo e atua no processamento de carnes. 

Publicidade

No Brasil, possuem cerca de 11 frigoríficos e 1 planta de processamento, também possuem frigoríficos no exterior, como em Paraguai, Argentina, Colômbia e Uruguai. 

Eles exportam para mais de 100 países e possuem 13 escritórios comerciais. Operam também com 14 centros de distribuição, todos situados na América do Sul. 

Publicidade

Ambipar (AMBP3) e Minerva (BEEF3) unem-se para criação de projetos de carbono
Avião da companhia Ambipar Response/Fonte: Reprodução

Ambipar (AMBP3)

Fundada em 1995 por Tércio Borlenghi Junior, a Ambipar é um grupo que atua na área de gestão ambiental, de resíduos e de resposta a emergências e é formada por duas companhias: Ambipar Response e Ambipar Environment. 

A empresa atua no Brasil e em outros 14 países da América do Sul, África e Europa, vindo desde a destinação de recursos sólidos à higienização de ambientes contra agentes infecciosos, como o caso do novo coronavírus. 

Ela também atua nos impactos de incidentes ambientais, como por exemplo, a assessoria à Vale depois do rompimento da barragem em Brumadinho (MG). 

Ambipar (AMBP3) compra Flyone

Foi anunciado na segunda-feira (21), que a empresa de gestão de resíduos Ambipar ( AMBP3) realizou a aquisição da Flyone, especializada em serviços aéreos de atendimento emergencial de combate a incêndios florestais. 

Por não representar um investimento relevante, o valor da operação não foi divulgado. 

A Flyone opera helicópteros próprios de pequeno, médio e grande porte, além de veículos terrestres de apoio e equipamentos especiais. 

Segundo comunicado, a aquisição da Ambipar permite:

  • A redução do tempo de resposta para os atendimentos da carteira atual de clientes;
  • A entrada no mercado de atendimento de emergências ambientais por aeronaves;
  • Gera sinergias operacionais, administrativas e oportunidades de cross selling;
  • Aumenta o portfólio de serviços e soluções ambientais;
  • Em linha com seu plano estratégico de crescimento, com captura de sinergias e potencial maximização das margens e retorno. 


A Flyone, segundo comunicado ao mercado, possui 12 bases operacionais e 19 aeronaves próprias. Faturam cerca de R$ 70 milhões e R$ 21 milhões de Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização. 

Essa empresa foi fundada no ano de 2.000 e agora se torna Ambipar Response Air. Essa será a plataforma da Ambipar para crescimento no segmento de mercado de atendimento emergencial por aeronaves, de acordo com a companhia. 

Outro investimento realizado pela Ambipar, foi a compra, no início de  fevereiro, da empresa de atendimentos ambientais First Response, do Canadá. 

E recentemente, a Ambipar investiu também internacionalmente, com R$ 100 milhões no Chile, para realizar a construção de uma unidade de classificação, pré-tratamento e reciclagem de resíduos em Santiago. 

Cotação

Apesar das ações da Minerva serem destaque no dia, com alta de 3,66%, a R$ 12,17, a Ambipar fechou a sessão do dia em queda de 3,66$, a R$ 12,17. 

Publicidade