Trocas de Serviços: Como ficou na era tecnológica

As novas formas de trocas de serviços entre pessoas e as consequências disso para o mercado econômico atual

Publicidade

Publicidade

Antigamente era muito comum a prática de escambo, que tinha o objetivo de pagamento de algo com a troca de produtos ou serviços.

Com a evolução da economia passou a existir o dinheiro como forma de pagamento, porém isso só resultou em um uso reduzido de trocas de serviços, que hoje são conhecidas por permutas.

Publicidade

O que são as Trocas de Serviços?

As trocas de serviços são acordos entre pessoas ou instituições, em que não tem o dinheiro como objetivo direto, ou seja, a troca de serviço será um meio para que os envolvidos tenham lucro. 

Publicidade

Atualmente, por causa do avanço tecnológico, as trocas de serviços são voltadas como meios de colocar em prática a publicidade e propagando, e não engloba só os profissionais dessa área, como também democratiza a oportunidade das pessoas trabalharem informalmente adquirindo renda com trocas de serviços.

Publicidade

Claramente é necessário ter um serviço que valha a pena ser substituído pelo lucro em dinheiro, por isso atualmente essas trocas podem ser feitas mediante ao retorno do serviço. 

Uma troca de serviço que é comum na ascensão tecnológica que vivemos, que é a aparição dos influenciadores digitais, que pelas redes sociais passam a ter grandes número de seguidores e aprendem formas de marketing que fazem o engajamento aumentar e então se tornam afiliados dos produtos ou serviços das  empresas ou pessoa jurídica ao publicarem que estão usando, despertando o desejo nas pessoas que o acompanham, dos quais compram os serviços.

Publicidade

Publicidade

Um outro exemplo de troca de produtos, que é comum encontrar também e não envolve publicidade e nem dependem do alcance das redes sociais são os serviços braçais por produtos de consumo, como por exemplo um fazendeiro que troca dúzias de ovos com um pintor, do qual pode oferecer seus serviços para deixar a fazenda mais atrativa.

Tem formas que só as trocas de objetos valem, como por exemplo em plataformas de vendas na internet, como o OLX, ou grupos no Facebook, há oportunidades de compartilhamento de objetos que os usuários têm e que estão dispostos a trocar por ele. Um exemplo é a troca de um berço em ótimo estado por um outro utensílio doméstico ou por móveis.

Publicidade

Por essas perspectivas é interessante observar que existem três motivações que levam a troca de produtos:

  • O desapego pela  necessidade de adquirir algo no lugar, em que pode até mesmo proporcionar uma economia monetária em questão de não haver gastos de renda em adquirir o novo objeto; e a outra motivação é
  • A troca de produtos e serviços em que a finalidade do outro serviço, como é o exemplo do influenciador digital que por meio do seu serviço entrega várias outras vendas para uma empresa e por fim a terceira motivação é a diminuição de despesas para a empresa ou prestadores de serviços. 

A força da tecnologia nas trocas de serviços

Publicidade

Como foi dito anteriormente, as trocas de serviços são atualmente fortes no quesito das redes sociais, e na área da comunicação, mais específico do marketing digital.

As pessoas se identificam com pessoas, pois na visão do marketing digital é algo válido pelo retorno em que dar, por exemplo, roupas à uma influenciadora digital.

Para ela postar o uso daquelas roupas, pode influenciar e convencer pessoas que a acompanham e se identificam com ela a comprarem aquelas roupas, ou por mais que esse influenciador cobre em dinheiro, não será tudo, pois uma parte será uma troca de roupas pela publicação e a outra parte como valor monetário. 

Isso depende de cada negociação e acordo e também engloba em um outro tipo de troca de serviços, que é menos gastos para a empresa, pois o custo de uma roupa é baixo e dar ela como forma de pagamento para uma influenciadora é mais válido do que pegar do orçamento ou faturamento, principalmente visando o retorno desse acordo. 

O que é vantajoso para o influenciador nesse acordo de troca de serviços é a oportunidade de fazer vários acordos com diversos segmentos de produtos, sem contar que passa a ter uma relevância para seus seguidores e diante disso criar seu próprio negócio.

Criando esse negócio, pode vender infoprodutos, tendo em vista um público grande e consequentemente, de potenciais clientes.

Também pode criar projetos com outras empresas, ou seja, usar a troca de serviços, a permuta, como meio para atingir um objetivo maior.    

Economia de Compartilhamento

Embora esse tipo de troca de produtos visa a aquisição monetária, ou seja, o pagamento em dinheiro, tem por finalidade uma economia nos gastos.

No sentido de oferecer um produto momentâneo para alguém, por exemplo, para muitas pessoas não vale a pena financeiramente ter um carro e não é acessível a compra do mesmo, mas o uso de um carro seria válido para o seu dia a dia.

Foi desta ideia e necessidade que surgiu a plataforma digital do Uber, onde um motorista se cadastra com o seu carro e usa o aplicativo do Uber para encontrar clientes e oferecer esse serviço para alguém.

Isso é válido para o motorista do Uber, pois tem uma flexibilidade de trabalho, pode ter como uma segunda fonte de renda, não tem custos exagerados e podem fazer diversas viagens por dias, o que entrega mais rentabilidade.

Publicidade