SAC x Tabela Price: qual é melhor para você?

Se você está pensando em fazer um empréstimo, provavelmente já se deparou com a tabela SAC ou a Price, não é mesmo?
Mas afinal, o que isso significa na prática?

Publicidade

Publicidade

SAC e Price são formas de amortização de financiamento a longo prazo e servem para definir como o débito será pago ao longo do período.

Muitas pessoas têm dúvidas em relação as duas tabelas. Se esse é o seu caso, pode ficar tranquilo, pois vamos te explicar tudo o que você precisa saber sobre essas duas formas de amortização. Confira:

O que é a tabela SAC?

Publicidade

Antes de falarmos mais sobre a tabela SAC, é importante entender que as parcelas de um empréstimo são formadas por duas partes: juros e amortização, sendo esta segunda a parte que é abatida do saldo devedor.

Sendo assim, a Tabela SAC é um sistema de amortização. O valor a ser abatido do saldo devedor se mantém constante ao longo de todo o financiamento.

Publicidade

Porém, há um detalhe: o montante dos juros cai ao longo do tempo.

Publicidade

Os principais benefícios da Tabela SAC são:

  • As parcelas diminuem ao longo do tempo
  • Os juros são reduzdios na operação. E o saldo devedor é amortizado
  • No final do financiamento; Como as parcelas  diminuem o pagamento pesa menos no bolso

A tabela é calculada pode ser calculada via ASP

Publicidade

Publicidade

Como a tabela SAC funciona?

Pense na seguinte situação: você contratou um empréstimo de R$ 20.000,00, dividido em parcelas de R$ 400,00, com uma taxa de juros de 1% ao mês.

No primeiro mês, a taxa de juros incidirá sobre os R$ 20.000,00 e os juros da operação serão de R$ 200,00.

Publicidade

Assim, o valor que você vai pagar ao banco será de R$ 600,00:

• R$ 400,00 da parcela

Publicidade

• R$ 200,00 dos juros

No segundo mês, como o saldo devedor diminuir em R$ 400,00, os juros são calculados sobre R$ 19,600,00.

Será assim ao longo de todo o financiamento.

O que é a Tabela Price?

A tabela Price, assim como a SAC, também é um sistema de amortização.

Aliás, ela é muito utilizado em financiamento de bens de consumo, veículos e empréstimos.

O método surgiu no século XVIII. Mesmo depois de tanto tempo, ele ainda é aplicado em diversos países.

Mas a diferença da tabela Price, é que as parcelas sempre são fixas.

Ou seja, o valor que você paga será o mesmo ao longo de todo financiamento. Porém, as parcelas ainda mantêm os juros e a amortização em sua composição.

Assim, na tabela Price, as primeiras prestações são compostas majoritariamente de juros. Mas a medida em que o financiamento é pago, o valor de amortização em cada parcela aumenta, fazendo com que os juros diminuam.

Logo; O método “Price” é chamado de amortização crescente

Os principais benefícios da tabela Price são:

  • Parcelas fixas
  • Possibilidade de antecipar o pagamento das últimas parcelas
  • Como o valor da parcela não sofre mudança de valor, você consegue se organizar melhor financeiramente

Como funciona a tabela Price?

Pense que você fez um empréstimo de R$ 60.000,00 a uma taxa de juros de 1% e pagamento em 60 meses.

Nesse caso, a amortização da primeira parcela será de R$ 1000,00 e a esse valor é acrescido o valor dos juros mensais, que é de R$ 600,00.

Desse modo, o valor que você terá que pagar, é de R$ 1.600,00.

A parcela é fixa, então no segundo mês, você pagará os mesmos R$1.600,00. Mas dessa vez, a composição da parcela terá mudado.

Como você já conseguiu amortizar R$ 1000,00 o seu saldo devedor será de R$ 59.000,00.

Assim, os juros do mês serão de R$ 590,00, sendo necessário amortizar R$ 1010,00 para formar os R$ 1600,00 da parcela estabelecida.

Quanto mais o tempo passar, menor será o saldo para amortizar. Consequentemente, os juros também vão reduzir.

Quais as principais diferenças entre a Tabela SAC e a tabela PRICE?

Como você pode perceber, as principais diferenças entre esses dois sistemas de pagamento, estão nos juros e no valor das parcelas do financiamento.

No caso da tabela SAC, você paga mais no início, mas no final do financiamento, as parcelas ficam cada vez menores.

Já na Tabela Price, você vai pagar o mesmo valor em cada parcela, do início ao fim do financiamento.

Além disso, há uma outra diferença significativa: ao antecipar as últimas parcelas de um empréstimo ou financiamento pela tabela Price, você pode receber um desconto bem vantajoso da instituição financeira em questão.

Como calcular o saldo devedor?

É importante lembrar que o saldo devedor é o saldo total de uma dívida, acrescido de juros.

Na medida em que você começa a pagar as parcelas mensalmente, o saldo devedor começa a cair.

O cálculo é feito de forma diferente em cada um dos sistemas de amortização.

As diferenças consistem na forma em que as parcelas são aplicadas, juros e amortização.

Não se esqueça de que empréstimos são corrigidos por índice de inflação, igual o caso do IPCA.

A flutuação desses índices também pode causar alteração no valor das parcelas no sistema SAC, fazendo com quea cada mês, elas se tornem mais altas ou baixas.

Tabela SAC x Tabela Price: qual a melhor opção?

Por fim, a escolha de um bom sistema de amortização depende de vários aspectos, inclusive, do perfil do consumidor.

Então, para quem está em uma situação financeira mais vantajosa e pode pagar parcelas mais altas já no início do financiamento, a tabela SAC é uma alternativa mais interessante.

Mas se você quer se organizar melhor e saber exatamente quanto vai pagar de financiamento ao longo do prazo, a Tabela Price quase sempre é a melhor opção.

Publicidade

O melhor conteúdo de negócios e economia no Brasil, de graça para você.

Cadastre-se para ter acesso a este conteúdo, é totalmente de graça!

Ao se cadastrar, você concorda com o compartilhamento de seus dados com a Estoa, e com os Termos de Uso , incluindo o uso de cookies e o envio de comunicações