O que é PIX e as funções deste sistema

Chegada de um novo sistema de transferências monetárias gerou movimentações em todos os setores econômicos nacionais

Publicidade

Publicidade

O dialeto mais comum nas gírias que surgem no dia a dia, vem de um universo financeiro curioso, as três palavras “Faz o Pix”,  se tornam cada vez mais comuns. Um sistema que em sua chegada causou um grande alvoroço, muitas fake news sobre sua origem e função, incerteza de futuro, mas hoje é realidade e um sistema de transferências que veio para ficar.

A promessa é simples, algo sem taxas, rápido, moderno, digital, sem filas, com facilidade iminente. Tudo que o brasileiro queria era sair da fila de horas em bancos ou ter o medo de clonagem do cartão ao realizar uma transferência monetária. 

Publicidade

Afinal, o que é o PIX?

O PIX foi anunciado pelo Banco Central do Brasil (BC) como forma de mudança nas realizações de transferências e pagamentos no Brasil. O PIX é um sistema instantâneo de pagamentos, permitindo que o dinheiro seja transferido em até 15 segundos, sem tempo bancário de funcionamento, o PIX funciona 24h por dia e todos os dias do ano, de domingo a domingo e feriados. Este método possibilita o pagamento em tempo real com comprovante emitido rapidamente à estabelecimentos comerciais. 

Publicidade

Como meio de transferência, apenas o número de celular ou o CPF do destinatário podem ser utilizados para o envio do dinheiro, eliminando todas as burocracias de digitação de dados extras. Contas de luz, água, recolhimento de impostos são possíveis também neste formato. 

Publicidade

Vantagens do PIX?

  • intermediários entre as contas deixam de ser necessários com o PIX, número do banco, nome e cpf do destinatário, dados extras e afins
  • Funciona 24 horas por dia
  • Recebimento imediato
  • Disponibilidade entre bancos

Como funciona o cadastro

Publicidade

Publicidade

Para realizar o cadastro, de pessoas físicas ou jurídicas, é necessário uma conta transacional (conta corrente ou poupança) em um banco tradicional ou digital e também os prestadores de serviços financeiros e suas plataformas de pagamento. E de forma virtual esse cadastro gera uma chave Pix que fica a cargo da escolha do cliente, podendo ser o número de celular ou CPF.Após a conclusão, a instituição financeira enviará a informação do cliente para o Banco Central do Brasil que vai finalizar o cadastro em seu sistema. Para fazer o cadastro da chave e passar a usar o Pix, basta procurar pela seção “Pix” dentro do app ou internet banking do seu banco ou provedor financeiro.

O PIX é obrigatório?

Publicidade

Pessoas físicas não são obrigadas a realizar o cadastro de chaves PIX e nenhuma instituição pode forçar o uso se o cliente não quiser utilizá-lo. O Banco Central obrigou as instituições financeiras com mais de 500 mil clientes a implementar o sistema e sugerir como opção aos clientes. Com o objetivo de popularizar o sistema, as pessoas e empresas que não se cadastrarem ficarão à margem de um serviço usado por uma parcela ampla da população.

Segurança: Após o cadastro da chave PIX no sistema, não é possível duplicar. No caso do número de celular, é necessário o aparelho em mãos e a confirmação para uma autenticação e recebimento de um SMS no aparelho que está localizado o número de telefone. Já o e-mail é o mesmo formato do telefone, o dono do e-mail recebe um aviso no provedor financeiro que consta a autenticação, contendo número ou outras formas de validação com o e-mail. Já pelo CPF é permitido apenas um cadastro por pessoa, vide que o CPF é único, ao fazer o cadastro do CPF como chave, o usuário não precisa digitar nada, o próprio provedor financeiro já informa o número do CPF, dados e nome sem possibilitar alteração.

Publicidade

É possível também o pagamento via QR Code, Para pagar via QR Code ou fazer uma transferência via Pix, basta que a conta seja de um banco ou instituição que ofereça Pix. Não há regulamento oficial para fraudes no Brasil.

Atenção na hora de realizar o PIX, ele é irrevogável, o PIX exige maior cuidado na hora de realizar as transferências devido seu estorno difícil, mas não é totalmente impossibilitado, mas a empresa dependerá de um acordo com o banco ou recebedor do pagamento.

Publicidade