Mercado de ações: entenda como investir

Um dos mais importantes setores do mercado financeiro

Publicidade

Publicidade

O mercado de ações tem um papel muito importante na história do mercado financeiro do Brasil, isso porque este tipo de investimento já ficou de fora do país por período, devido a grande taxa de inflação.

No entanto, o plano real ficou responsável por trazer as ações de volta ao mercado brasileiro. Entender como este tipo de investimento é um dos mais importantes até hoje é de suma importância. 

Mercado de ações 

Publicidade

O mercado de ações é conhecido como um ambiente onde negociações são feitas através dos investidores, que estão presentes na Bolsa de Valores (B3). realizando operações de compra e venda em suas participações acionárias de empresas que possuem um capital aberto. 

As ações foram desvalorizadas por período de tempo, isto porque a taxa de inflação no Brasil era alta, fazendo com que os investidores aplicassem através do mercado imobiliário através dos ativos reais imobilizados. 

Publicidade

No entanto, algumas modificações tiveram que ser feitas, para que as ações voltassem a ficar em alta no Brasil. Atualmente, o mercado de ações é um dos principais componentes para o investimento no mercado, assim como também contribui para uma boa economia no país, já que quanto mais você investe mais rentabilidade o investidor pode adquirir.  

Publicidade

É importante entender como funciona a dinâmica no mercado de ações, já que este tipo de aplicação pode oferecer muito os ganhos patrimoniais ao investidor. 

Por mais que este mercado tenha uma forte influência no Brasil, o país ainda possui número pequenos quando se trata do percentual da População economicamente ativa (PEA), perdendo para os EUA, que faz parte de 50% neste índice. 

Publicidade

Publicidade

Tipos de ação 

Há vários tipos de ações no mercado financeiro que possuem suas próprias características, assim como também é possível que o investidor tenha várias opções que se encaixam de acordo com os seus objetivos.

Para entender mais sobre o mercado de ações é necessário aprender como elas funcionam.

Publicidade

As ações ordinárias são aquelas que concedem direito a voto na assembleia de acionistas. Elas possuem a terminação de seu código com o número (exemplo: ITUB3).

Existem também as ações preferenciais, que pagam mais dividendos aos seus acionistas, mas não permitem que eles tenham direito ao voto em assembleia.

Publicidade

As remunerações dessas ações variam de acordo com a quantidade a mais nos dividendos, e as mais comuns são 4 e 6, como por exemplo: PETR4 e CPLE6.


Por fim, existem as units, que são abrangem um pacote com ações, tanto ordinárias quanto preferenciais. A quantidade de ações irá variar de empresa para empresa, contudo sempre irá terminar com o número 11.

A unit da Taesa possui o código TAEE11 que consiste em um pacote com 1 ação ordinária e 2 ações preferenciais. No entanto, a unit da Klabin, a KLBN11, possui 4 ações preferenciais e 1 ordinária.

Para que ocorra uma escolha assertiva no tipo de ação, é recomendado que o investidor saiba se prefere ter poder de voto na assembleia, se deseja receber mais dividendos, ou pode ainda optar pela opção mais líquida, principalmente para quem tem muito patrimônio. 

Como o mercado de ações funciona ?

Os integrantes que compõem o mercado de ações são: mercado primário, secundário e o mercado balcão.

Conheça as principais características de cada um desses três tipos de mercados.

Mercado primário

Este é o mercado em que os investidores podem negociar com empresas. Vejamos uma situação em que uma companhia deseje executar um grande projeto, e consequentemente necessite de um grande capital.

No caso dessa empresa não pegar todo o capital emprestado para não acarretar dívidas, ela poderá ir ao mercado primário e emitir novas ações da empresa. Como se trata da própria empresa para emitir as novas ações, o dinheiro das vendas é destinado para o seu caixa, podendo ser utilizado para o empreendimento em questão.

O investidor que comprou as novas ações emitidas no mercado primário negociou diretamente com a companhia. Com isso, a negociação se deu no mercado primário, ao contrário das outras negociações, as quais acontecem no mercado secundário. 

Mercado secundário

Neste mercado as negociações não acontecem entre os investidores e as empresas, mas única e exclusivamente entre os investidores. Portanto, ao comprar uma ação nesse mercado, o dinheiro da venda não vai para a empresa, mas sim para o antigo investidor que obtinha a posse do papel.

No mercado secundário é onde ocorre a maioria das negociações dos ativos do mercado de ações. Além disso, é possível afirmar também que o mercado secundário é responsável por dar liquidez (capacidade de negociação) para os ativos emitidos no mercado primário pelas companhias.

Portanto, acredita-se pela maioria das pessoas que é no mercado secundário que se define o mercado de ações.

Mercado balcão

Este mercado é o menos conhecido por parte dos investidores, mas também é um ambiente em que ações e outros ativos podem ser negociados, assim como na bolsa de valores.

Ao contrário da bolsa, o mercado balcão é mais flexível e menos rigoroso nas negociações. Uma das principais características desse mercado é que quando há uma negociação entre dois investidores, os demais não precisam ficar cientes de quais foram as condições de preço estabelecidas.

Portanto, no mercado balcão as negociações não são transparentes como na bolsa de valores, justamente pela menor regulamentação e maior flexibilidade possibilitada. 

Ele também funciona como uma alternativa para muitas companhias que ficam de fora da bolsa de valores pelos altos custos de listagem em um mercado com tantas exigências e regulamentações, pois possibilita o acesso aos investidores.

Conheça as principais vantagens de se investir no Mercado de Ações Créditos: Reprodução

Quais as vantagens do mercado de ações?

Existem vários pontos positivos para quem deseja encarar o mundo dos investimentos, mesmo para quem quer investir pouco dinheiro. Veja as principais vantagens:

Benefícios de acionista

Por mais que o acionista tenha apenas uma ação de uma empresa, ele poderá participar da assembleia de acionistas mas, se ele tiver apenas ações preferenciais, não têm poder de voto.

Participação de lucros

Este é um dos benefícios que a maioria dos acionistas buscam ao comprar uma ação, participar dos lucros da empresa.

Existem duas formas principais de ganhar dinheiro com a participação nos lucros das ações: com dividendos e juros sob capital próprio.

As duas formas deixam dinheiro no bolso do acionista, e a empresa seleciona entre as duas modalidades de acordo com o que for mais benéfico tributariamente.

Potencial de valorização

O potencial de valorização da ação acontece quando sua cotação aumenta em relação ao preço de compra.


Ou seja: se um acionista comprou uma ação por R$20 e ela subiu para R$40, ele duplicou o seu patrimônio investido naquele ativo específico.

Não há valor mínimo 

Os investimentos estão cada vez mais democráticos e é possível investir com pouco dinheiro.

Existem ativos no mercado, por exemplo, que podem ser comprados por menos de R$10, como algumas ações e fundos imobiliários.

Risco de mercado

O risco de mercado é um risco de natureza macroeconômica que pode impactar as empresas. Por exemplo: inflação, variação na taxa de juros, preço de commodities, entre outros.

Risco de liquidez

O risco de liquidez ocorre quando o investidor não consegue resgatar o seu ativo com facilidade caso precise vendê-lo.

Alguns fundos de investimentos exigem que o investidor resgate o seu valor apenas depois de 30 dias ou mais. Além disso, alguns ativos de renda fixa também são ilíquidos.

Por isso, é preciso diversificar entre ativos de liquidez variada para ter sempre valor disponível para emergências. Mas o principal nesse caso é ter uma reserva de emergência.

Risco da empresa

O risco da empresa acontece quando a empresa específica passa por dificuldades. Por isso, é preciso avaliar as demonstrações financeiras da companhia.

Desta maneira, é possível saber se uma eventual queda no preço da ação ocorreu por problemas na empresa ou apenas por notícias alarmistas ou cenários macro.

Um dos principais fatores para quem deseja investir com segurança é a diversificação, pois permite que o capital seja alocado em várias classes de ativos, evitando uma queda geral nos ativos caso haja uma dificuldade econômica.

Publicidade