Lucro líquido: Entenda o que é

A parcela final de lucro obtida por um indivíduo ou instituição

Publicidade

Publicidade

A taxa de lucro é o que todas as pessoas e empresas querem obter. Seja através de investimento ou da venda de produtos e/ou serviços, esse é um dos fatores fundamentais em uma sociedade capitalista. Assim nasce o conceito de Lucro líquido.

Dessa maneira, muitas pessoas não sabem calcular e identificar a parcela total de lucro que obtiveram, o que pode afetar de forma significativa sua receita.

O que é lucro?

Publicidade

Este é um temo básico para a vida econômica de uma pessoa. Isso independe da origem dos seus ganhos, sejam eles através de remuneração, vendas ou investimentos.

De qualquer forma, lucro representa a quantia obtida considerando os valores de custo. Ele configura qualquer parcela que sobressai os valores de custo, sejam eles de investimento ou da compra dos produtos.

Publicidade

Este é o significado da palavra nos dias de hoje, porém desde o seu surgimento, ela passou por diferentes contextos.

Publicidade

Na Pompéia, na época do Império Romano, ela possuía uma conotação positiva, assim como nos dias de hoje. Nessa época, ela representava qualquer vantagem obtida através de atividades econômicas.

Ruínas de Pompéia/Fonte: Melhores Destinos

Ainda nesse período, as pessoas reconheciam um lado negativo relacionado à palavra, o que representava uma ponderação do termo pelos indivíduos.

Publicidade

Publicidade

Já na época da doutrina cristão, a separação entre os sentidos positivo e negativo do lucro foi completamente esquecida. Era ensinado que o lucro deveria, obrigatoriamente, prejudicar alguém em seu percurso.

Hoje em dia, porém, a distinção envolvendo as faces do termo foi recuperada. Desta forma, dentre os tipos dele, é evidenciado o lucro líquido.

Publicidade

O que é e como o lucro líquido é calculado

Desta forma, o lucro líquido é semelhante ao lucro, com a única diferença de que nele são considerados também as despesas que vão além do custo fixo.

Então, é feita a diferença entre a receita total obtida e o total de despesas que uma pessoa/instituição tem de lidar.

Publicidade

Se, por exemplo, uma empresa lucrar R$ 10.000,00 no mês, o lucro líquido se dá após considerar os gastos com os salários dos funcionários, aluguéis, matéria-prima e etc. O valor restante é o lucro líquido.


Por isso, saber interpretar e calcular esse tipo de rendimento é extremamente importante na hora de organizar a vida financeira de alguém ou de alguma empresa.

Esses tipos de cálculo são administrados, geralmente, pelo setor financeiro das instituições. Dentre os diversos cálculos feitos por essas pessoas, está o de lucro líquido.

Compreender a forma de calcular esse tipo de rendimento é relativamente fácil. Primeiro, é importante considerar o lucro bruto obtido por alguém.

Então, são subtraídos os valores que representam os custos fixos dessa instituição. Aí, é feita a diferença entre o valor que sobrou e os custos variáveis.

Depois de considerar todos os gastos e despesas, o valor subsequente representa o lucro líquido.

Ilustração de Lucro/Fonte: Pc Manias

De qualquer forma, existem outros tipos de rendimento que devem ser levados em consideração.

Termos relacionados ao lucro

Então, dentre as diferentes taxas de rendimento envolvendo uma empresa, é evidenciado a quantia de lucro bruto.

Essa taxa é a mais básica quando se fala em finanças, sendo também o principal pilar do lucro líquido.

O Lucro bruto se refere a toda e qualquer quantia que um indivíduo e/ou empresa podem arrecadar em um determinado período de tempo. Voltando ao exemplo dado anteriormente, a parcela de lucro bruto daquela empresa seriam os R$ 10.000,00 reais.

Então, esse é o termo que diz respeito à arrecadação total de alguém, sem levar em conta os seus custos.

Logo depois dele vem a margem de lucro. Esta, por sua vez, se refere diretamente à taxa de lucro líquida.

Este termo se refere ao cálculo realizado para saber a margem de arrecadação líquida de um serviço/produto em comparação com o lucro total da empresa.


Em outras palavras, ele visa identificar a parcela de uma determinada participação nos lucros totais de uma empresa.

Este é um medidor que vai ditar a situação financeira e o quão rentável um produto/serviço é para a instituição.

Por fim, é importante entender o que é o dinheiro em caixa. Ele se refere diretamente à quantia que uma empresa tem de reserva.

Ilustração de dinheiro guardado/Fonte: SME Funding UK

Dentre as diversas finalidades desse saldo, a principal delas é proporcionar a possibilidade de uma instituição atravessar épocas de crise de forma assegurada. Assim, pode-se dizer que este termo representa o capital que uma companhia possui.

Conhecer esses termos é extremamente importante para uma boa saúde financeira e da perspectiva de crescimento de uma instituição. Órgãos como o IBGE se comprometem em fazer pesquisar a situação de companhias brasileiras.

Ele identificou que mais da metade das empresas do Brasil não sobrevivem à primeira década de existência. Motivos como má administração ou até má gestão de dinheiro podem ser a razão disto.

Por fim, conhecer os métodos e cálculos que podem ajudar a gerir a vida financeira podem ser a salvação de pessoas e negócios. Dessa forma, é possível ponderar seu desempenho ao passar dos anos e, em alguns casos, até especular seus próximos resultados.

Publicidade