Fundos Imobiliários (FIIs): Conheça esse tipo de investimento

Com esse investimento é possível ganhar dinheiro com aluguel de imóveis sem ter a necessidade de ter um imóvel

Publicidade

Publicidade

Ao longo dos últimos anos, o brasileiro começou a se interessar mais sobre como investir no mercado financeiro. O número de investidores pessoas físicas cadastrados na B3, a bolsa brasileira, deu um salto de 92,1% de 2019 para 2020, alcançando 3.229.318 de contas. 

Tem pessoas que optam por renda fixa, que são aquelas que dão mais segurança e liquidez porém menor rentabilidade e tem quem goste de se arriscar nas rendas variáveis, onde podem ser mais difíceis de comprar e vender papéis. 

Publicidade

Você sabia que é possível ganhar dinheiro com aluguel de imóveis sem ter a necessidade de ter um imóvel? Além disso, você não passa por toda aquela burocracia de lidar com inquilinos nem mesmo os pagamentos de impostos durante o ano. 

Essa possibilidade acontece por meio dos Fundos Imobiliários (FII). Neste artigo vamos te mostrar como funciona esse investimento, quais são suas características, vantagens e desvantagens e por fim, te ensinaremos a investir neste fundo. 

Publicidade

FUNDOS IMOBILIÁRIOS (FII’s)

Publicidade

Introduzido no Brasil no ano de 1993 pela Lei 8668/93, os fundos imobiliários são conceituados como um fundo de investimento fechado onde os investidores reúnem recursos que são aplicados em conjunto no mercado imobiliário. A principal atividade realizada com esse dinheiro é para a construção de imóveis para venda ou locação. 

Dessa forma, os fundos imobiliários são considerados de renda variável, pois não é possível prever o quanto será recebido após o investimento e também há uma série de situações que podem influenciar o valor final. 

Publicidade

Publicidade

Os FII’s são de responsabilidade de um administrador principal, é ele quem faz a soma dos recursos do fundo e divide em cotas o valor adquirido. É ele também quem decide como investir, que no caso será em ativos imobiliários. Entre eles, podemos citar:

  • Imóveis residenciais
  • Shoppings
  • Sedes empresariais
  • Hospitais
  • Galpões logísticos
  • Entre outros.
Lista de Fundos Imobiliários listados na B3 | Fonte: B3

FUNCIONALIDADE

Publicidade

Para entender como os fundos imobiliários são formados e usados na prática, é necessário explicar alguns de seus conceitos e seus tipos. 

Assim como qualquer ação de empresas de capital aberto, as cotas dos fundos imobiliários são identificados por meio de um código, que é popularmente conhecido como Ticker. Você provavelmente já viu este código quando o assunto são ações. Ele é formado por quatro letras maiúsculas, seguidas do número 11 (XXXX11). 

Publicidade

Apesar de ser bastante difundido no mercado de ações da bolsa de valores, as cotas dos fundos imobiliários não são negociadas apenas por lá. Nestes casos, a negociação é feita entre os próprios investidores. Este processo pode ser mais lento e trazer menos liquidez ao investidor. 

Mas caso o investidor tenha o desejo de participar de um FII pela bolsa de valores, é possível investir em apenas uma cota. O ponto positivo é que com um valor baixo é possível aplicar nesta modalidade.  

Como já dito, o investidor imobiliário tem uma gama de opções para investir. Por isso, montar uma estratégia antes de comprar cotas de fundo é muito importante para saber o nível de risco e o potencial de retorno de cada carteira.

Publicidade